A hora e a vez da ACEJI conquistar uma nova história é agora

Você deve ler

Fundada em 30 de junho de 1963, na cidade de Canindé, no Sertão Central cearense, a Associação Cearense de Jornalistas do Interior- ACEJI, tem a função de congregar, amparar, defender e valorizar o trabalho dos comunicadores no interior, ação que também contempla os associados da Capital.

 

A ACEJI já ultrapassa a marca de mais cinco décadas de bons serviços prestados à comunidade de comunicadores, em especial, aos do interior, contribuindo para o desenvolvimento das comunidades cearenses, levando e defendendo seus pleitos às autoridades constituídas da União, Estados e Municípios.

 

Neste breve histórico, quero reiterar a importância da entidade nessa ação contínua de congregar, amparar, defender e valorizar o trabalho dos comunicadores no interior, contemplando também os da capital, no entanto, reconhecendo que nem sempre  esse engajamento tem sido compreendido na sua totalidade por alguns dos sócios, que distorcem o papel da ACEJI com uma velada impressão de que nossa associação seja privada, imprimindo a ideia de que “…faço do jeito que quero diante do cargo que ocupo.”

 

Sabemos que a liberdade de pensamento e de expressão nos cabe por direito, assim, aproveito para externar todo meu apoio ao atual presidente, jornalista Walter Bardawil, empossado em 2021, juntamente com um corpo de diretores e suplentes.

 

Esse apoio ao qual me refiro não se resume ao voto singular, mormente em tentar contribuir para que a ACEJI possa caminhar com passos largos a fim de conquistar as melhorias em favor dos associados e da sociedade cearense em sua totalidade, com a devida lealdade ao jornalismo comprometido que sempre se buscou.

Na minha singela manifestação, afirmo sentir alguma fragilidade dentro da entidade, porém, respeito o pensamento contrário, acreditando que a ACEJI não mantenha laços de pertinência a partido político A ou B, ou mesmo a alguma instituição religiosa, haja vista ser uma associação construída por pessoas esclarecidas, politizadas e maturas o suficiente para acatarem as diferenças de opinião que só enriquecem o trabalho plural que estamos desenvolvendo, e, se há divergências, consideremos essa diversidade meramente enriquecedora e não como fator de possível obstrução dos feitos  do presidente ou de qualquer outro membro diretor.

 

O partido que nos une é o que condiz à nossa Associação coesa e livre, e que os eleitos cumpram os preceitos estatutários e trabalhem pelo bem comum dos associados com respeito e responsabilidade.

 

 

Autoria: Lucinete Alves – membro associado.

Foto: Divulgação

spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário!
Nome

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ
spot_img
spot_img
PUBLICIDADES
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Novo site da Rádio tribuna de Iguatu

Ouça Nossa Rádio No Rádios Net

Anuncie a sua Empresa Aqui

Anuncie a sua empresa Aqui

Baixe Nosso APP No Play Store

Arquivos do Site

Postagens Relacionadas

spot_img