Assembleia aprova investimento de R$ 50 milhões do Governo do Ceará no Programa Nossas Guerreiras

Você deve ler

 

Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apontam que o quadro econômico gerado pela pandemia de Covid-19 impactou diretamente as atividades desenvolvidas por mulheres. Com o objetivo de contornar esse cenário na capital cearense, o Governo do Ceará vai transferir R$ 50 milhões para o Programa Nossas Guerreiras, ação compartilhada com a Prefeitura de Fortaleza. A transferência foi aprovada nesta quarta-feira (8) na Assembleia Legislativa.

“Um projeto belíssimo, no tocante a uma das nossas maiores preocupações, que é a questão do emprego, com a renda das pessoas. Um investimento de R$ 55 milhões em crédito, com o objetivo de capacitar as mulheres, aquela que tenha seu pequeno negócio e que queira ampliar, ou as que queiram abrir um salão de beleza no seu bairro, ou uma mercearia, um carrinho de lanches, um crédito sem taxas de juros, com até 30 meses de carência. É um dinheiro que vai girar e beneficiar outras mulheres”, explicou o governador Camilo Santana, durante cerimônia de lançamento do Programa em outubro.

A parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Ceará, terá investimento total de R$ 55 milhões, sendo R$ 50 milhões do tesouro do Estado e R$ 5 milhões do Município. O Nossas Guerreiras vai fornecer crédito orientado de até R$ 3 mil para cerca de 17 mil mulheres de baixa renda, maiores de 18 anos, prioritariamente chefes de família e que desejem empreender.

A inscrição será realizada de forma virtual, por meio de plataforma da Prefeitura. Para auxiliar as mulheres que não têm acesso à internet, haverá, ainda, pontos de apoio presencial, espalhados nos territórios, para auxiliar na inscrição, análise de documentos e viabilidade do negócio. As beneficiárias do Programa receberão capacitação online, com carga horária de 8h/aula, voltada para elaboração de uma proposta de negócio e desenvolvimento de liderança.

Para participar do Nossas Guerreiras é necessário ser hipossuficiente em renda. Além disso, o empreendimento deve estar localizado em Fortaleza, preferencialmente, em bairros de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-b). “Haja vista que as atividades mais afetadas foram justamente as desenvolvidas, de modo geral, pelo público feminino, sem considerar o fato de a suspensão das aulas presenciais nas escolas ter feito muitas mães deixarem seus empregos para cuidar dos filhos”, reconhece o Governo do Ceará na Mensagem apreciada na Assembleia.

Antonio Cardoso – Comunicação Institucional – Texto
Thiara Montefusco – Ascom Casa Civil – Foto


#Aprovação #AssembleiaLegislativa #Empreendedoras #Fortaleza #Investimento #NossasGuerreiras

spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário!
Nome

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ
spot_img
spot_img
PUBLICIDADES
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Novo site da Rádio tribuna de Iguatu

Ouça Nossa Rádio No Rádios Net

Anuncie a sua Empresa Aqui

Anuncie a sua empresa Aqui

Baixe Nosso APP No Play Store

Arquivos do Site

Postagens Relacionadas

spot_img