Mutirão da Doação na Sesa coleta bolsas de sangue suficientes para ajudar mais de 160 vidas ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA TRIBUNA SHOW

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

quarta-feira, 2 de junho de 2021

Mutirão da Doação na Sesa coleta bolsas de sangue suficientes para ajudar mais de 160 vidas

 

Mutirão da Doação na Sesa coleta bolsas de sangue suficientes para ajudar mais de 160 vidas


Dezenas de colaboradores do nível central da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) tiraram alguns minutos de seu expediente na segunda-feira (31) para um gesto de solidariedade: doação de sangue. A Assessoria de Comunicação e Eventos (Ascom), com apoio da Coordenadoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (Cogep), promoveu o Mutirão da Doação. Uma equipe do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) esteve na Sesa para a coleta. Após as inscrições e a triagem realizada pelo Hemoce, foram doadas 41 bolsas de sangue, quantidade capaz de ajudar um total de 164 vidas.

Jô Ripardo, da Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Cotic), foi uma das candidatas aptas. Ela fez sua primeira doação. “Eu sempre tive vontade de doar, mas a oportunidade nunca aconteceu. Quando eu recebi o e-mail da Comunicação falando sobre a doação, pensei: ‘é agora, dessa vez eu vou’”, contou.

Jô Ripardo sempre teve o desejo de ser doadora e aproveitou a oportunidade para, finalmente, poder ajudar quem precisa

A funcionária destacou a importância da atitude neste momento de pandemia e comentou como se sentiu em poder ajudar a salvar vidas. “Agora que finalmente estou doando, o meu sentimento é de satisfação. Essa iniciativa da Sesa de trazer o Hemoce para cá e fazer essa coleta foi muito boa, pois como estamos no ambiente de trabalho, ficou fácil e cômodo. A gente geralmente fica com medo de sair por conta da pandemia, e poder doar aqui foi ótimo”, avaliou.

Emanoel Moura, da Célula de Patrimônio e Manutenção (Ceman), doa sangue anualmente, mas, por causa da pandemia de Covid-19, não doou em 2020. Ao ter conhecimento do Mutirão, aproveitou a oportunidade para contribuir novamente. “É um ato nobre, que você deixa de pensar em você e para pensar no próximo. É uma sensação de alegria e dever cumprido”, comentou.

Lia Lima, assistente social do Hemoce, descreveu a iniciativa da Sesa como louvável

A assistente social do Hemoce, Lia Lima, descreveu a ação como louvável e afirmou que tem sido um desafio receber doações devido ao contexto sanitário. “As pessoas estão mais em casa e têm medo de sair para doar, mas é importante lembrar que o Hemoce segue todas as medidas de segurança, como o distanciamento social, o uso do álcool em gel e máscara”, disse.

Para além da pandemia

Apesar das evidências e da crise sanitária atual, Lia Lima lembra que a doação de sangue agora é tão bem-vinda quanto em qualquer outro momento. “Por isso, nós estamos buscando, todos os dias, mais parcerias. Então cada vez que a Secretaria ou qualquer outra instituição chamar, nós teremos o maior prazer em atender”, acrescentou.

Para a assistente social, doar sangue é devolver a vida a quem precisa, e o Hemoce, com o apoio e a solidariedade da população, pode levar esperança a pacientes dos 457 hospitais atendidos pela instituição em todo o Ceará. “Imagina um paciente internado, que não seja por Covid-19, mas que precisa de uma bolsa de sangue para fazer uma cirurgia, por exemplo. Essa bolsa precisa chegar antes que essa cirurgia aconteça. E para que isso não venha a ficar em falta, nós temos que, a cada dia, aumentar o número de parceiros e motivar as pessoas a serem doadoras. Então, doar sangue neste momento e em qualquer outro é devolver a vida a alguém”, ressaltou.

Como ser doador?

Para ser doador, acesse o site do Hemoce, saiba o que é preciso e agende sua doação.

Manuela Barroso - Ascom da Sesa - Texto e fotos

#Bolsas De Sangue #Coleta #Doação #Hemoce #Sesa

0 comentários:

Postar um comentário