II Conferência municipal de políticas públicas para mulheres debate garantias e avanços em Cedro ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA TRIBUNA SHOW

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

sexta-feira, 11 de junho de 2021

II Conferência municipal de políticas públicas para mulheres debate garantias e avanços em Cedro

 


Por conta da pandemia da Covid-19, o evento aconteceu de forma remota com mediação de Priscila Ferreira, membro do CMDM. As propostas apresentadas serão formuladas em relatório para a Conferência Estadual 

 

O município de Cedro, realizou na última quarta-feira (09), a II Conferência Municipal de Políticas Públicas para Mulheres. O encontro teve o tema “Garantias e Avanços de Direitos das Mulheres: Democracia, Respeito, Diversidade e Autonomia”. A conferência foi realizada na plataforma Zoom e transmitida nas redes sociais da prefeitura. O evento foi realizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) e o apoio da Secretaria do Trabalho e Assistência Social. 

 

A presidente do CMDM, Thaynara Oliveira, abriu a conferência ressaltando que as propostas apresentadas se tornarão em políticas públicas. “Me sinto feliz por fazer parte deste momento histórico, pois estamos com um conselho atuante, para discursões de garantias do direito e da inclusão da mulher cedrense no contexto social”, pontua. 

 

Durante o debate, o prefeito Joãozinho de titico, frisou que a Conferência é um espaço democrático para discutir as políticas públicas para as mulheres e ouvir as necessidades das cidadãs, no tocando a inclusão e mais garantia de direitos na sociedade. “Nós precisamos avançar em novas políticas públicas, pois já temos diversos avanços em diversas áreas e neste ano, a pauta do tema central é tratada sobre a diversidade, algo que vamos buscar novas medidas”, pontua. 

 

A Vice Ana Nilma, parabenizou aos participantes na Conferência e que são necessárias essas discussões para viabilizar a construção de políticas públicas para as mulheres. “Foi um momento importante, mostramos como se faz necessário a participação da mulher no cotidiano da população”, pontua. 

 

Antes da apresentação e debate dos eixos, a Conferencista Sabrina Veras, ministrou palestra sobre o tema central, mostrando histórico da luta pelos direitos. Na ocasião, citou que o município de Cedro já busca inserir a mulher no contexto político, citando a vice Ana Nilma, Secretária Luciana Vieira e as demais vereadoras presentes na plenária virtual. “Parabenizo a gestão democrática em virtude da valorização da participação da sociedade civil na formação, fiscalização e avaliação das políticas públicas”, e finalizou ressaltando participação das profissionais do serviço social e saúde. “A conferência visa incentivar a participação das mulheres para definição das metas e diretrizes de políticas públicas a serem implantadas, bem como, avaliar as que já estão sendo efetivadas no município”, disse Sabrina Veras. 

 

Em seguida, foram realizados debate em três eixos sobre a Política Nacional para as mulheres: Avanços e desafios e o papel do Estado na gestão das políticas para as mulheres. O Sistema Nacional de Políticas para as Mulheres: Propostas de Estrutura, interrelações, instrumentos de gestão, recursos, política nacional de formação, estratégias de institucionalização, regulamentação e implementação do sistema. Políticas públicas temáticas para as mulheres: avanços e desafios e enfrentamento às violências, saúde integral, trabalho, autonomia econômica, participação nos espaços de poder e decisão, educação para a igualdade e diversidade. 

 

A usuária do grupo de gestantes do CRAS II, Gessiane Marcia, elencou várias propostas relacionadas a saúde da mulher. “Nós enquanto mulheres, temos a certeza que na maioria das vezes somos frágeis na área da saúde e da segurança, a Conferência foi um espaço fundamental para podermos constatar que a participação na democracia se faz necessária”, pontua. 

 

Algumas Propostas 

- Implantar criação de conselho dos direitos humanos e diversidades 

- Fortalecer a segurança pública e enfrentamento, criação da casa de acolhimento e um plano de apoio e empregabilidade da população LGBT 

- Apoio psicológico e atenção à saúde para as mulheres  

- Fortalecimento da rede entre as diferentes política públicas para as mulheres vítimas de violência 

- Política de apoio e proteção da mulher 

- Divulgação da lei Maria da Penha 

- Criação de programa municipal de trabalho e renda para as mulheres. 

- Ronda Maria que prevê a polícia diariamente para proteção da mulher 

- Criação de aplicativos para recebimento de denúncias 

- Implantação do Centro de atendimento de saúde da mulher com profissionais de saúde 

- Criação da delegacia da mulher 

- Criação de um programa federal com bolsa financeira para oportunidade com vagas de empregos para as mulheres. 

- Capacitação para os adolescentes para inserir no mercado de trabalho 

- Criação de estágios com bolsas para adolescentes para serviço público  

 

O município realizou pré-conferências de forma online, ao final da Conferência foram escolhidas as delegadas para Conferência Estadual, com data a definir. 


Via: Marciel Bezerra
Assessoria de Imprensa - Prefeitura de Cedro
Foto: Divulgação

#cedro #conferência #políticaspúblicas #mulheres

0 comentários:

Postar um comentário