Segurança do Paciente é fortalecida no HMJMA para ajudar na recuperação dos internados

Você deve ler

 

Em unidades hospitalares, é comum a existência de um setor denominado Segurança do Paciente. Ele atua na implantação de medidas e ações reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para preservar as seguranças física e emocional de cada paciente. “São protocolos que nos ajudam a conhecer o paciente para tratá-lo de forma segura, sem erros. Mas também para o conhecermos como uma pessoa, de forma individualizada, para que ele também se sinta confiante”, explicou a enfermeira Romélya Paula Pereira Jorge, responsável pelo setor no Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar (HMJMA), da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Confiança que Martha Goretti Nogueira Amorim, de 52 anos, afirma ter sido fundamental na sua recuperação. Diagnosticada com Covid-19, a bacharel em Direito precisou ser internada no dia 3 de junho, o que só aumentou o medo e a apreensão ocasionados pela doença. “A gente pensa logo que vai morrer”, diz ela, complementando que perdeu uma amiga recentemente. “Isso me deixou com mais medo”.

Além do receio pela própria saúde, Martha conta ter se preocupado muito com a família: o marido, que também estava doente em casa, e a filha de 17 anos. Mas os receios da paciente foram superados logo após os primeiros contatos com a equipe do HMJMA.

“A equipe foi excepcional. Eram todos tão atenciosos, não só comigo, mas com todos na Enfermaria. Eu me senti confortável e confiante na minha recuperação. Tudo era feito com tanto cuidado, era tudo limpo e organizado. Não tenho palavras para agradecer”, disse. “E tudo era SUS (Sistema Único de Saúde), tudo que vivi foi no SUS, incrível”, continuou Martha, que teve alta no dia 9 de junho e segue com o tratamento em casa.

Segurança do Paciente

“A Segurança do Paciente envolve tudo isso. As ações começam na entrada do paciente na unidade e só terminam quando ele vai embora. A ideia é sabermos quem ele é; ele é uma pessoa, não é um número. Isso envolve todos os setores, Limpeza, Psicologia, Assistência Social, todos. O paciente tem que se sentir seguro e, de fato, estar seguro. Ele tem que estar confortável inclusive para falar conosco”, ressaltou Romélya.

As ações e protocolos estabelecidos pela OMS e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) englobam a identificação correta e o bem-estar físico dos pacientes; prática da higienização das mãos em serviços de saúde; segurança na prescrição; uso e administração de medicamentos; prevenção de lesão por pressão; cirurgia segura e prevenção de quedas.

A coordenadora do setor explica que, aos poucos, cada uma dessas ações está sendo fortalecida no HMJMA. “O paciente precisa se sentir seguro ao estar ali, isso contribui diretamente para sua recuperação”.

Neste momento de pandemia da Covid-19, os demais serviços ambulatoriais do HMJMA estão suspensos, mas as ações também atingem estes setores. “Essa tem sido uma luta constante nossa no HMJMA, fazer um tratamento seguro e humanizado. Estamos sempre buscando melhorar, nos aperfeiçoar, pois o paciente é nossa prioridade”, ressaltou a diretora geral do HMJMA, Silvana Furtado Sátiro.

Diana Vasconcelos – Ascom HMJMA – Texto
Saulo Cruz – Arte gráfica

#Fortalecimento #HMJMA #Internados #Recuperação #Segurança Do Paciente #Sesa

spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário!
Nome

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ
spot_img
spot_img
PUBLICIDADES
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Novo site da Rádio tribuna de Iguatu

Ouça Nossa Rádio No Rádios Net

Anuncie a sua Empresa Aqui

Anuncie a sua empresa Aqui

Baixe Nosso APP No Play Store

Arquivos do Site

Postagens Relacionadas

spot_img