Centros de Referência atendem público diverso e ampliam atuação na pandemia ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA TRIBUNA SHOW

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

quinta-feira, 6 de maio de 2021

Centros de Referência atendem público diverso e ampliam atuação na pandemia

 


Mais do que espaços de denúncia, os Centros de Referência são fundamentais no combate às violações de direitos. A Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) reúne centros que atendem a públicos específicos e têm uma atuação fundamental, principalmente neste período de pandemia. Os Centros ofertam assistência social, psicológica e orientação jurídica à população. Atualmente, a SPS coordena os Centros de Referência de Direitos Humanos, da Mulher, de Drogas e de Apoio a Vítimas de Violência. Juntos, os equipamentos atenderam 7.322 pessoas, de 2020 a março deste ano.

“Nós disponibilizamos estes serviços à população para que possam denunciar todos os tipos de violência e para que busquem ajuda em nossas unidades. Contamos com equipes multidisciplinares compostas por psicólogos, assistentes sociais, profissionais da saúde e advogados”, destaca a titular da SPS, Socorro França, lembrando que mesmo com a pandemia e o isolamento social, os centros seguem atendendo remotamente e presencialmente, quando necessário. “Atendemos casos diversos, entre pessoas em situação de violência e outras com problemas relacionados ao uso e abuso de álcool e outras drogas”, frisa a gestora.

O Centro de Referência sobre Drogas atende às pessoas com problema relacionado ao uso e abuso de álcool e outras drogas. As orientações para redução de danos e o atendimento multidisciplinar podem ser feitas por teleatendimento. “Nesse momento de pandemia, estamos com o atendimento remoto que mantém essa diversidade de profissionais e consegue um alcance em todo o Estado. Atuamos com assistentes sociais, enfermeiras, nutricionistas e psicólogas que conversam e acompanham a evolução de cada um nesse processo de redução de danos”, ressalta a secretária-executiva de Políticas sobre Drogas, Rachel Marques, lembrando que as instalações físicas do Centro estão passando por reforma e devem ser concluídas neste primeiro semestre. Os atendimentos presenciais estão mantidos com a Unidade Móvel de Política sobre Drogas. De setembro do ano passado até este mês de março, foram realizados 4.624 atendimentos.

Também realizando atendimentos essenciais nesta pandemia, o Centro de Referência e Apoio à Mulher (Ceram) funciona dentro da Casa da Mulher Brasileira. Marta Lacerda, coordenadora do Centro, explica que a pandemia expôs ainda mais a desigualdade de gênero. “Muitas mulheres ficaram presas dentro de casa com seus agressores e dependendo do nosso atendimento para acessar os serviços ofertados em seus municípios. Muitas não sabem onde procurar ajuda e nós fazemos esse redirecionamento, além de acolher e oferecer o suporte de atendimento. Buscamos manter um diálogo com a rede de atendimento dos municípios do Estado no intuito de fortalecer e integrar os serviços, mostrando às mulheres que nos procuram que elas não estão sozinhas”, complementa Marta Lacerda.

Fortalecendo a cidadania

O Centro de Referência e Apoio à Vítima de Violência (Cravv) proporciona apoio, orientação e atendimento psicológico, social e jurídico às vítimas de crimes violentos e seus familiares. Tadeu Lustosa, coordenador de Cidadania da SPS, reitera que o Cravv atua fortalecendo a cidadania e dá suporte para a superação dos danos causados pela violência. “Nossa equipe vem realizando, desde o ano passado, formações e reuniões virtuais com os municípios para orientá-los no encaminhamento à Rede de Proteção. Além dessas capacitações, seguimos atendendo tanto virtual quanto presencial, em casos extremos”, pontua Tadeu.

Fundamental no combate às violações de direitos, o Centro de Referência de Direitos Humanos (CRDH) realizou 893 atendimentos, de 2020 até março deste ano. O equipamento promove uma escuta de acolhimento, além de atender, analisar, encaminhar e acompanhar as demandas relativas a violações de direitos em todo o Estado do Ceará. O coordenador do Centro, Franklin Dantas, explica que o CRDH é acima de tudo um órgão de participação e controle social. “Recebemos diversos tipos de denúncias, que passam por violência institucional, conflitos fundiários rurais e urbanos, racismo, homofobia, intolerância religiosa, tráfico de pessoas, dentre outras”, conclui o coordenador.

Em breve, também estará funcionando o Centro de Referência Estadual LGBT, que vai acompanhar denúncias relacionadas a LGBTfobia e identidade de gênero. O coordenador Especial de Políticas Públicas para LGBT, Narciso Júnior, destaca que o espaço surge das demandas da sociedade e vai ampliar a defesa dos direitos das  pessoas LGBT no Ceará. “Vamos atuar com profissionais que acolherão essa população para que ela se sinta segura para denunciar quaisquer violações de seus direitos”, expõe Narciso.

Serviço

Centro de Referência das Drogas (CRD) – Rua Valdetário Mota, 970 –  Papicu 

Atendimento de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira – remoto e presencial

Contato: (85) 98880-0317 ou através de formulário on-line, por meio deste link.

 

Centro Estadual de Referência  e Apoio à Mulher (Ceram) – Rua Tabuleiro do Norte, s/n, Couto Fernandes

Atendimento de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira  – remoto e presencial

contato: 3108-2966 / ceram@sps.ce.gov.br


Centro de Referência e Apoio à Vítima de Violência (Cravv)

Atendimento de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira – remoto e presencial

contato: (85) 9 8895 5702 / Cravv.ce@gmail.com  ou pelo chat da SPS


Centro de Referência de Direitos Humanos (CRDH) – Rua Valdetário Mota, 970 –  Papicu 

Atendimento de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira – remoto e presencial

Contato:  (85) 31012998 Whatsapp: (85) 989565349 Disque 155

Online: https://cearatransparente.ce.gov.br / crdh@sps.ce.gov.br 

Camille Soares - Ascom SPS - Texto e Foto

#Ação Social #Assistência Social #Atendimento Assistencial #Centros De Referência #Direitos Humanos #Pandemia #SPS

0 comentários:

Postar um comentário