Humanização: prontuário afetivo resgata subjetividades de pacientes internados por Covid no HGCC ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA A NOTICIA DO CEARÁ

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

terça-feira, 27 de abril de 2021

Humanização: prontuário afetivo resgata subjetividades de pacientes internados por Covid no HGCC

 

‘O objetivo é mostrar que estamos cuidando do amor de alguém’, afirma a assistente social da unidade, Tayná Araújo

Música preferida, comida que mais gosta, nome do marido ou da esposa, dos filhos, dos pais, do namorado ou da namorada, de um livro, do esporte favorito. São muitas as informações que definem quem é a pessoa por trás do paciente. E são esses detalhes que constroem o prontuário afetivo dos internados no Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

“Eu sei que a minha família está aqui. Mesmo que eu não tivesse acesso à Internet, eles tinham chegado até mim. A gente não se sente só. É uma maneira de aliviar e saber que você vai ficar bem”, resume Mara Luciana Cavalcante, de 26 anos, internada para tratamento da Covid-19 desde o dia 23 de março deste ano.

O objetivo do prontuário afetivo, explica a assistente social Tayná Araújo, é trazer humanização para as unidades de internamento Covid. “Muitas vezes, com a rotina cansativa e difícil, a maioria dos profissionais não conhece a história de vida de seus pacientes, não sabem do que eles gostam, seus hobbies, profissão, hábitos. O objetivo é mostrar que estamos cuidando do amor de alguém, que aquela pessoa é a esposa, a mãe, a filha, a avó de alguém”.

Vinda de Morada Nova, no interior do Ceará, Mara Luciana está internada há mais de um mês. Por todo esse tempo teve de ficar longe da família por causa da doença. A agricultora e estudante afirma que o prontuário afetivo trouxe mais conforto e carinho. “Para mim, vem mostrando o carinho e a dedicação que as pessoas da saúde têm com a gente. O prontuário afetivo é uma maneira de falar para a família que o paciente está bem , está sendo bem assistido”, diz.

Para a agricultora e estudante Mara Luciana Cavalcante, a ficha mostra carinho e dedicação que os trabalhadores da saúde têm com os pacientes

A psicóloga Karleynayra Paiva de Castro destaca a importância desta ação para resgatar a subjetividade dos pacientes e reforçar ainda mais o vínculo entre eles, os familiares e a equipe assistencial. “Essa intervenção é um dos meios da família se aproximarem desses entes e reforçarem ainda mais, não só para a equipe, mas também para o próprio paciente, o quanto que ele é importante e querido. É um resgate dessas afetividades das relações humanas e também contribui para uma assistência mais humanizada”, reforça.

Antes da confecção dos prontuários afetivos, que são fixados ao lado das informações clínicas do paciente, no leito, o conteúdo fica registrado no sistema eletrônico. A equipe de comunicação conversa com familiares, que passam as informações. Após a conferência dos dados, tudo é preparado de forma colorida e lúdica. Além de levarem as informações no documento, a equipe multiprofissional também coloca a música preferida para o paciente ouvir.

O prontuário afetivo no Hospital Geral Dr. César Cals teve início no dia 10 de abril. Para o Dia das Mães, no mês de maio, estão programadas fichas temáticas sobre a data comemorativa.

Wescley Jorge - Ascom do HGCC - Texto



0 comentários:

Postar um comentário