Em meio à pandemia, medidas para bem-estar físico, mental e social devem ser adotadas ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA MENSAGEM BÍBLICA

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

quinta-feira, 8 de abril de 2021

Em meio à pandemia, medidas para bem-estar físico, mental e social devem ser adotadas

 


No Dia Mundial da Saúde, marcado neste 7 de abril, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) ressalta a importância da prevenção no dia a dia para manter uma boa qualidade de vida, principalmente neste contexto de pandemia da Covid-19. O bem-estar mental, físico e social de cada indivíduo é determinante para a boa vivência em sociedade.

A pandemia impôs, segundo Sheila Santiago, enfermeira e orientadora da célula de Informações e Resposta às Emergências em Saúde Pública da Sesa, a readequação de um modelo de vivência já estruturado e que a população estava adaptada. O isolamento social naturalmente afeta a saúde individual e, por consequência, a coletiva.

“Enquanto pessoas, nós somos seres sociais, ou seja, muito do que somos hoje é oriundo da capacidade desenvolvida para viver em grupo. Ficamos neste dilema: o distanciamento é necessário, mas precisamos do convívio com os outros. Fomos preparados para não viver em solidão. Essa perda de contato traz sofrimento e influencia diretamente na nossa saúde”, sublinha.

A profissional comenta, ainda, que a geração atual tem a tecnologia a seu favor para diminuir as distâncias. “Hoje, se comparado à última pandemia, da gripe espanhola, nós temos oportunidades que os indivíduos não tiveram, com a tecnologia. Podemos ter contato até com aqueles que estão do outro lado do oceano. Isso é uma das vantagens que essa geração tem; mesmo distantes podemos estar conectados. É importante usar essa ferramenta a favor da nossa saúde emocional e mental. Temos que lidar com o distanciamento físico, mas podemos trabalhar a questão social”.

Com relação aos idosos, a ausência da convivência é mais preocupante. “É importante que os familiares mantenham ligações diárias, principalmente com aqueles que moram sozinhos. E sugerir atividades que exercitem a mente, como palavras-cruzadas e leitura, por exemplo”, complementa.

Respeito aos limites e sentimentos

Para além da distância entre as pessoas, a necessidade de estar mais em casa exige também um ajuste. “A rotina é uma estratégia importante, o respeito aos limites e respeito aos sentimentos também. A frustração é natural, mas somos seres que se reinventam. Praticar exercícios, dançar, aprender uma receita nova são formas de aliviar a mente”, sugere.

O sono e uma boa alimentação são fatores importantíssimos e se enquadram na necessidade de manter uma rotina. “A qualidade do sono está intimamente ligada à nossa qualidade de vida, à nossa produtividade e ao humor. O comprometimento das noites de sono podem impactar a saúde física e emocional”, diz.

E continua: “O alimento é o nosso combustível. Uma alimentação balanceada, variada, com proteínas, faz com que nosso organismo tenha menos trabalho para metabolizar. A demanda energética é bem menor e, consequentemente, gera menos danos”.

Suzana Mont'Alverne - Ascom Sesa - Texto
Fabio dos Santos - Arte Gráfica

0 comentários:

Postar um comentário