Camilo anuncia início da reabertura econômica, toque de recolher e lockdown aos fins de semana ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA A NOTICIA DO CEARÁ

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

sábado, 10 de abril de 2021

Camilo anuncia início da reabertura econômica, toque de recolher e lockdown aos fins de semana



O governador anunciou as novas medidas em transmissão ao vivo realizada neste sábado nas redes sociais

 

O governador Camilo Santana anunciou, nesta sábado (10), que o processo de retomada da economia cearense iniciará na segunda-feira (12). O Estado continuará com isolamento social rígido aos fins de semana e terá toque de recolher, das 20h às 5h. 

Segundo o anúncio, a retomada será gradual, liberando alguns setores a abrir com 25% da capacidade, em horários distintos. O primeiro funcionará das 10h às 16h e o segundo das 12h às 18h.

O comércio de rua funcionará das 10 às 16h, incluindo os restaurantes. Já os shoppings funcionarão das 12h às 18h, assim como os estabelecimentos de refeição fora do lar localizados nesses centros de vendas. 

Pouco antes de oficializar o início da retomada, Camilo lembrou a importância do distanciamento. "Ontem o comitê tomou a decisão de informar que continuamos, claro, o isolamento social no estado do Ceará, que tem mostrado efeitos importantes e que não depende só de um decreto, depende de cada um dos cearenses", pontuou.

Enquanto isso, sobre a manutenção do isolamento rígido nos fins de semana, o governador reforçou o esquema estabelecido de reabertura.

"Vale lembrar que isolamento rígido vai continuar no final de semana, enquanto passarão a ser liberadas gradualmente algumas atividades comerciais de serviço, seguindo rigorosamente todos os cuidados contra a Covid-19", explicou.

AULAS RETOMADAS PARA MAIS SÉRIES

Agora, o novo decreto também irá ampliar as aulas presenciais. Escolas poderão receber até 5 anos e do primeiro e segundo ano do Ensino Fundamental, com 30% da capacidade.

As igrejas podem abrir com 10% da capacidade. Já os espaços públicos e condomínios particulares continuam restritos. 

VEJA O QUE MUDA 

  • O Ceará continuará em isolamento social, com toque de recolher todos os dias das 20h às 5h;
  • Isolamento social rígido será mantido nos fins de semana, funcionando apenas as atividades essenciais;
     
  • Passarão a ser liberadas gradualmente algumas atividades comerciais e de serviços com 25% da capacidade, seguindo rigorosamente todos os protocolos sanitários estabelecidos pelo decreto;
     
  • Atividades estarão permitidas em horários diferenciados: algumas irão funcionar das 10h às 16h e outras das 12h às 18h;
     
  • Na educação, o ensino infantil, que estava liberado até os 3 anos, será ampliado, permitindo atividades presenciais para crianças de 4 e 5 anos, além do 1º e 2º ano do ensino fundamental, com 35% da capacidade;
     
  • Igrejas estarão autorizadas a receber no máximo 10% da sua capacidade;
     
  • Algumas atividades continuarão ainda sem liberação para avaliação do comitê;
     
  • Todos os espaços públicos e condomínios particulares continuarão restritos.

ASSISTA AO ANÚNCIO DO GOVERNADOR

O Ceará está em lockdown desde o dia 13 de março, período que só atividades consideradas essenciais podem abrir no Estado. O atual decreto que impõe o isolamento social rígido vence neste domingo (11).

Já o lockdown em Fortaleza dura mais de um mês. A Capital adotou o isolamento social rígido, desde 5 de março, nesta segunda onda da doença.

FLEXIBILIZAÇÃO PREVISTA

O início da flexibilização no Estado para o dia 12 de abril tinha sido previsto pelo governador ao anunciar a renovação do decreto de isolamento social rígido no último domingo (4).

Durante a semana, o Governo do Estado se reuniu com diversos setores para definir os planos para retornar de forma gradual o funcionamento presencial.

Na quinta-feira (8), o secretário executivo de Planejamento e Orçamento do Estado e líder do comitê, Flávio Ataliba, revelou ao Sistema Verdes Mares que a proposta do novo plano de retomada das atividades, construída em conjunto com representantes dos setores econômicos, seria apresentada naquele dia ao governador. 

TENDÊNCIA DE REDUÇÃO 

No anúncio deste sábado, Camilo voltou a falar que o Estado vive uma tendência de diminuição dos indicadores. "Em relação aos dados da pandemia, há uma tendência de redução de casos, uma tendência de redução procura assistencial, apesar de ser alta", comunicou.

Além disso, o governador reforçou que os cuidados precisam ser mantidos. "Existe uma tendência da transmissão viral, mas lembrando que a situação continua em alerta. Nós não podemos relaxar um minuto em relação a essa pandemia", afirmou.

Via DN

 

0 comentários:

Postar um comentário