Equipe do Colégio do Corpo de Bombeiros é vice-campeã de competição internacional Robótica ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA MENSAGEM BÍBLICA

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

quinta-feira, 4 de março de 2021

Equipe do Colégio do Corpo de Bombeiros é vice-campeã de competição internacional Robótica

 


O Colégio Militar do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará (CBMCE), por meio de uma equipe do núcleo de robótica da instituição, conquistou o vice-campeonato na Iron Cup, competição que faz parte da Inatel Week of Control and Automation – IWCA e que está no hall de grandes torneios que englobam diferentes áreas da robótica mundial. Além de competidores do Brasil, participantes de países como Bolívia, Malásia, México, Filipinas, Índia e Equador também estiveram presentes no evento, divididos em mais de 200 equipes. A competição ocorreu entre os dias 26 e 28 de fevereiro deste ano, de forma remota.

No total, sete alunos divididos em duas equipes (Robótica CMCB e Foguinho) participaram do evento. A equipe Robótica CBMCE foi formada pelos estudantes Arthur Silvino de Oliveira – aluno do 2° ano, Mariana Jenniffer Cavalcante de Sousa – aluno do 8° ano, Luiz Guilherme Florêncio de Sousa Silva – aluno do 7° ano, Cecília dos Santos Goes – aluno do 8° ano e Luiza Esther Martins Pessoa – aluno do 2° ano. Já a equipe Foguinho foi composta pelos estudantes Otávio Augusto Sousa Abreu – aluno do 9° ano e Carlos Kauãn Moreira de Sousa – aluno do 2° ano.

As equipes que foram coordenadas pelo 1º Ten QOBM Bentemüller e pelo 1º Ten QOBM Teixeira atuaram na categoria Mini Sumô R/C, que consiste na batalha entre dois robôs remotamente controlados via internet. A disputa tinha como objetivo derrubar o robô adversário da plataforma de combate, acumulando duas vitórias em, no máximo, três rounds. A equipe Robótica CBMCE chegou às quartas de finais da competição, já a equipe Foguinho conquistou o vice-campeonato da categoria, eliminando diversas equipes formadas por estudantes universitários, estudantes de cursos técnicos e integrantes de empresas de tecnologia e desenvolvimento.

Perguntado sobre a sua experiência com robótica e sua participação no Iron Cup, o estudante Arthur Silvino de Oliveira, líder da equipe Robótica CMCB, comentou sobre o assunto. “Ingressei no clube de robótica do CMCB no ano de 2016. Nesse tempo tive a oportunidade de aprender muito sobre a robótica, desde a plaquinha Arduino, até sistemas de Internet das coisas. Nas competições buscamos sempre nos preparar com antecedência, sempre montamos nossos projetos visando os melhores métodos. Participar desses eventos são oportunidades de conhecer novas culturas, obter conhecimentos e fortalecer a vida acadêmica. A dica que deixo para todos que buscam obter bons resultados na área é sempre se preparar bem conhecendo mais sobre o tema e praticar, pois a prática leva à perfeição”, finalizou o competidor.

O líder da equipe Foguinho, Otávio Augusto Sousa Abreu, também comentou como foi participar de uma competição internacional de robótica e conquistar o vice-campeonato. “Foi bem difícil, divertido e emocionante fazer parte desta edição da Iron Cup. Nunca havia participado de uma competição assim, gostei muito. É muito bom ter essas aulas de robótica no colégio. Aprendi bastante e gosto dessa área, pretendo continuar treinando e estudando para competir em outras competições e usar para a vida. Nessa competição aprendi a controlar um robô, a ter confiança e percebi que a maioria das equipes eram de universidade, faculdade e professores, além de ser desafiador e meio difícil, é muito divertido e emocionante. Entrei na robótica CMCB no ano de 2019”, relata Otávio.

Iron Cup

A Iron Cup é uma competição que engloba diferentes áreas da robótica em disputas de robôs, dividida em cinco categorias, sendo elas Futebol 2D , Futebol VS, Mini Sumô, Sumô LEGO e Follow Line (seguidor de linha). O Futebol 2D é um jogo de futebol virtual de dois times rivais que através de uma programação específica realizam as tarefas do jogo, assim como em um jogo real. Já na categoria Futebol VS há a presença de três robôs, por time, que jogam o futebol real entre si. Os robôs são autônomos, programados para realizar as jogadas sem a interação com um sistema de controle externo (humano ou máquina).

As categorias mini Sumô e Sumô LEGO possuem regras iguais e gerais a todas as lutas de robô sumô. O que diferencia as categorias é o tamanho e material em que os robôs são construídos. O Sumô LEGO é arquitetado através de um kit LEGO em que o robô não pode ultrapassar o peso de um quilo. No mini Sumô ele poderá ser construído de qualquer material e forma, desde que não ultrapasse meio quilo. Durante a disputa, os robôs devem ser completamente autônomos e não podem sofrer interferência externa. Já a categoria Follow Line (seguidor de linha) é composta por carros autônomos pré-programados que devem realizar um percurso completo no menor tempo possível.

Ascom CMBCEo - Texto e Foto

0 comentários:

Postar um comentário