Abertura da Semana da Mulher em Cedro trata da efetivação da Lei Maria da Penha ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA MENSAGEM BÍBLICA

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

quarta-feira, 10 de março de 2021

Abertura da Semana da Mulher em Cedro trata da efetivação da Lei Maria da Penha

 


O webinário começou na segunda-feira (8/3) e vai até a sexta-feira (12/3), com transmissão pelas redes sociais da prefeitura de Cedro. As temáticas são as mais amplas possíveis, sempre em defesa das mulheres.  

  

Para marcar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, a Prefeitura de Cedro preparou um webnário com extensa a interessante programação. A abertura apresentou uma reflexão sobre os impactos da pandemia do Covid-19 na população feminina. O mediador foi o Assessor de Imprensa, Marciel Bezerra. A transmissão pelas redes sociais da Prefeitura (facebook) contou com a presença da vice-prefeita Ana Nilma, da Secretária do Trabalho e Assistência Social Luciana Vieira e da primeira-dama Cláudia Dionísio.   

  

Ainda na abertura do evento online foi debatido o tema “Mulheres e Direitos – Como anda a efetivação da Lei Maria da Penha?”, com as participações do delegado de Polícia Civil de Cedro Caio Tomazini, da delegada da Polícia Civil de Fortaleza Anna Victória, do capitão da Polícia Militar da 3ª Cia. do 10º BPM José Joseliano e do advogado do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Luiz Santos.   

 

Sobre a efetivação da Lei Maria da Penha que criminaliza e propõe punições específicas e mais severas para quem pratica crimes de violência contra as mulheres, os convidados foram unânimes: a lei é uma oportunidade de garantir mais um passo na redução dos feminicídios no Brasil.  

 

Lutando contra o feminicídio 

A vice-prefeita Ana Nilma comentou sobre a criação da Procuradoria da Mulher no âmbito do município. “É um grande avanço em favor dos diretos da mulher, contra abusos cometidos”. Disse ainda que é possível acionar a Procuradoria para suporte advocatício e acolhimento das mulheres. “O mecanismo se soma ao que já tínhamos na redução da violência que elas sofrem no município”, pontua.  A vereadora Adrianna Costa será a procuradora de Cedro.   

  

A Secretária do Trabalho e Assistência Social convocou as mulheres Cedrenses para juntas irem à luta contra qualquer forma de agressão. “Estamos unidas nessa causa. Estarei sempre na defesa intransigente dos direitos delas”, disse  Luciana Vieira.  

  

A primeira-dama Cláudia Dionizio reforçou o compromisso da gestão municipal com as pautas em defesa das mulheres, a serem discutidas no âmbito da Associação das Primeiras-Damas dos Municípios do Estado do Ceará (APDMCE), da qual é membro efetivo. “Sem dúvidas, a Prefeitura de Cedro está empenhada em tocar essa luta para frente, sempre com determinação e coragem, apoiando nossas mulheres a vencer todos os desafios”, informou.   

  

A Lei funciona  

Para o delegado Caio Tomazini, a Maria da Penha é demanda antiga, uma conquista para as nossas mulheres do Brasil. “Para a gente que tem trabalhado no sentido de reduzir a violência contra as mulheres, a Lei é uma ferramenta eficaz". O advogado do CREAS Luiz Santos expôs que o isolamento social impede as mulheres de realizar as denúncias. “Pelo acompanhamento que fazemos no CREAS, percebemos que a violência está aumentando. Começa com a violência psicológica, seguida de agressões e se completa com o feminicídio”, destacou.   

  

Do amor à agressão  

Na região centro-sul, os casos de violência contra a mulher têm aumentado a cada dia. O Capitão da Polícia Militar da 3ª Cia. do 10º BPM lembrou que no último final de semana houve um registro de violência contra a mulher na zona rural de Cedro. “Foi com uma senhora de idade. No início foram ameaças, alcançando agressões mais acentuadas. Interessante observar que lá no início da relação era amor, que se transformou drasticamente em fato dos mais lamentáveis”, contou José Joseliano.   

  

Não basta só denunciar  

A delegada Anna Victória destacou que a mulher faz um simples boletim de ocorrência e sai com um papel na mão, e pouco é fiscalizado, transformando-se em feminicídio mais à frente. "Eu vi a necessidade de criação de um Núcleo Especializado de combate ao feminicídio, que vai partir de denúncias para que façamos a prevenção". Ela ainda reforça a necessidade de as mulheres realizarem o Boletim de Ocorrência online.  


O link da live está disponível aqui:  
 

https://www.facebook.com/prefeituradecedroce/videos/251001820074400   

   

Programação dos demais dias da semana  

Terça – 09/03, de 12h30 a 13h30  

Tema: Saúde preventiva e reprodutiva – questões hormonais da Mulher    

Convidados: Dra. Carolaine Torquato – Nutricionista.    

Objetivo: Apresentar como a condição de vida da mulher, atrelada ao desenvolvimento biológico natural, influencia diretamente no seu processo de saúde/doença.    

  

Quarta – 10/03 de 12h30 a 13h30  

Tema: “Saúde Mental em Tempos de Pandemia”.  

Convidadas: Dra. Aryele Lima – Psicóloga, Mayara Ferreira – Psicóloga e Thaynara Oliveira – Psicóloga do CRAS II e Presidenta do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher Cedrense.    

Objetivo: Discutir como a saúde mental e seu adoecimento estão diretamente ligados à ausência do autocuidado, da necessidade de fortalecer o autorrespeito e o autoacolhimento.    

  

Quinta – 11/03 de 12h30 a 13h30  

Tema: “É possível crescer financeiramente em tempos de crise?”   

Convidadas: Representantes do SENAC, do SEBRAE, da secretária Luciana Vieira, idealizadora da Feira local de Empreendedorismo.    

Objetivo: Apresentar alternativas e possibilidades de criar atividades rentáveis, mesmo em tempos de crise.   

Desafio motivacional: Depoimentos de usuários que participaram dos cursos do SENAC/SEBRAE ou que, com habilidade própria, investiram e tem dado certo.    

  

Sexta – 12/03 de 12h30 a 13h30  

Tema: Oficina de Autocuidado.  

Convidado: Profissional da Estética e Beleza do SENAC.  

Objetivo: Dicas de beleza, autocuidado como estímulo para a autoestima.    

Encerramento: Depoimentos de mulheres integrantes do grupo de zumba local, que, após fortalecerem-se nos grupos de convivência da Assistência Social, encontraram na dança, nas atividades físicas, uma alternativa de satisfação e de empoderamento.    

  

Saiba mais em:    

www.cedro.ce.gov.br  

www.facebook.com/prefeituradecedroce/  

www.instagram.com/prefeituradecedroce/  



Marciel Bezerra
Assessoria de Imprensa - Prefeitura de Cedro

0 comentários:

Postar um comentário