SSPDS: Apreensões de entorpecentes no Ceará crescem 11% em janeiro deste ano ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

SSPDS: Apreensões de entorpecentes no Ceará crescem 11% em janeiro deste ano

 

No mesmo intervalo, as Polícias Civil e Militar capturaram 520 indivíduos envolvidos com o narcotráfico no Ceará

Os quase 400 quilos de entorpecentes apreendidos no mês de janeiro de 2021 pelas Forças de Segurança do Ceará contribuíram para o crescimento de 11% nesse tipo de ação das Polícias cearenses em relação a janeiro de 2020. Foram retirados do mercado clandestino 381,77 kg de derivados da cannabis, crack e cocaína, apreendidos em ocorrências de tráfico ou de uso de entorpecentes, contra 343,31 kg do ano passado. As ações de inteligência, o aprofundamento de investigações policiais e a checagem de denúncias sustentam a base das ofensivas policiais. Além disso, no mesmo intervalo, 520 suspeitos foram capturados em flagrante por envolvimento na atividade ilícita.

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Sandro Caron, destaca a reestruturação das ações policiais no combate ao crime organizado. “Nós temos uma série de inovações recentes e toda uma estratégia de combate ao crime organizado no Estado, focando na atuação desses grupos criminosos, bem como na redução de homicídios, de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) e no combate incessante ao tráfico de drogas, que é a grande fonte de renda dos grupos criminosos. É um crime que alimenta todos os demais. A exemplo disso, foi feita uma reestruturação para intensificar as ações policiais, que contribuíram para a apreensão recorde de entorpecentes em 2020, e segue em alta este ano”.

A soma de todas as apreensões de entorpecentes no Estado tem origem na instauração de procedimentos nas delegacias da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), em boletins de ocorrência, termos circunstanciados de ocorrência e inquéritos policiais. Os dados foram compilados pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), vinculada à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). A partir do registro dessas ocorrências, as equipes policiais se debruçam nos levantamentos e apurações para identificar os suspeitos envolvidos na atividade ilícita, a origem dos entorpecentes, bem como realizam diligências no intuito de quebrar a cadeia criminosa por trás do narcotráfico.

O resultado das apurações policiais sobre o narcotráfico no Estado se reflete na captura de adultos e adolescentes em conflito com a lei. No primeiro mês do ano, as Forças de Segurança capturaram 520 suspeitos em flagrante delito nas mais diversas situações previstas na Lei de Drogas (Lei 11.343/2006), exceto nos casos de posse de drogas para consumo pessoal (art. 28). A média diária de adultos e adolescentes autuados em flagrante no mês de janeiro de 2021 foi de quase 17 adultos ou adolescentes, que foram encaminhados para as delegacias de Polícia Civil.

As apreensões de janeiro de 2021 correspondem a 274,10 kg de derivados de cannabis – incluindo maconha e haxixe –, 101,66 kg de cocaína e 6,01 kg de crack. Quase 95% do total de drogas apreendidas no primeiro mês do ano aconteceram entre as 6 horas e as 17h59min, em ações diversas, seja em cumprimento de mandados judiciais e em situações de flagrante durante a checagem de denúncias sobre locais que armazenam os entorpecentes ou de suspeitos encarregados pela traficância. Mais de 55% das apreensões foram feitas na terça-feira. Janeiro de 2021 é o mês com maior arrecadação de entorpecentes feita pelas Polícias desde outubro de 2019, quando foram apreendidos 706,26 kg.

0 comentários:

Postar um comentário