Secretário-Executivo da Seplag tira dúvidas sobre novo Decreto de Isolamento Social ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Secretário-Executivo da Seplag tira dúvidas sobre novo Decreto de Isolamento Social

 


O secretário-executivo de Planejamento e Orçamento da Seplag, Flávio Ataliba, esclareceu, em transmissão ao vivo pelas redes sociais do Governo do Estado, pontos-chave do novo Decreto de Isolamento Social (Nº33.936, de 17 de fevereiro de 2021). Durante uma hora, na tarde desta quinta-feira (18), o secretário tirou dúvidas enviadas por internautas e destacou a relevância das medidas de enfrentamento à Covid-19 determinadas do decreto, vigente até 28 de fevereiro.

O secretário Flávio Ataliba iniciou o bate-papo comentando sobre a suspensão das aulas presenciais do ensino Infantil ao Médio, inclusive em cursos livres, que de acordo com o novo decreto somente ocorrerão presencialmente na impossibilidade de aulas remotas.

Na questão dos estabelecimentos do setor de alimentação, explicou que estes continuam funcionando presencialmente nos mesmos horários do decreto anterior, isto é, até as 20 horas de segunda a sexta-feira, e até as 15 horas aos sábados e domingos. E ressaltou que os serviços de delivery (entrega) estão autorizados a funcionar em qualquer período, inclusive no horário em que a circulação estiver restrita pelo toque de recolher (22h as 5 horas). “Observamos que nesses meses de pandemia houve uma migração significativa das vendas presenciais para vendas por delivery, e é muito importante estimularmos essa prática, pois, além das empresas garantirem a venda em si, estamos protegendo pessoas”, destacou.

Mais uma dúvida levantada pelos internautas foi sobre o deslocamento de pessoas após às 22 horas: “É fundamental que quem precisa sair nesse horário, como os trabalhadores noturnos, apresente alguma justificativa ao ser abordado pela autoridade policial, através, por exemplo, da carteira de trabalho. O interesse do Governo não é punir, mas garantir que as pessoas possam continuar suas atividades”, esclareceu Flávio Ataliba.

Outros pontos abordados durante a live foram referentes à conscientização dos cidadãos sobre evitar aglomerações e seguir os protocolos sanitários já estabelecidos desde o início da pandemia, como o uso obrigatório de máscara e higienização das mãos. Ações para além das medidas restritivas presentes no decreto, no intuito principalmente de reduzir as taxas de propagação da Covid-19 e amenizar a pressão sobre o sistema de Saúde, à medida em que o Governo do Estado continua envolvido na busca de soluções para a superação deste momento.

Airton Lima Jr. - Ascom seplag - Texto
Tatiana Fortes - Foto


0 comentários:

Postar um comentário