Governador recomenda evitar viagens intermunicipais; Camilo promete fiscalizar setor ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA TRIBUNA SHOW

allowfullscreen="true">allow="autoplay; clipboard-write; encrypted-media; picture-in-picture; web-share" allowfullscreen="true">

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Governador recomenda evitar viagens intermunicipais; Camilo promete fiscalizar setor

 



O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 decidiu pela proibição do uso de áreas de lazer em condomínios de praia. O comunicado foi realizado pelo governador Camilo Santana, na manhã desta quinta-feira (21/01), em coletiva de imprensa realizada no Palácio da Abolição, em Fortaleza. Acompanhado do prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira (PDT), e do secretário de Saúde do Estado, doutor Cabeto, o chefe do Executivo anunciou, ainda, a recomendação de que a população do Ceará evite a realização de viagens intermunicipais.

Na ocasião, sem dar detalhes, Camilo afirmou que o setor de transportes será fiscalizado. Para isso, uma reunião com representantes do setor e o governador deve acontecer ainda nesta quinta-feira. Na coletiva, Camilo também enfatizou que vai intensificar a fiscalização em estabelecimentos que promovam aglomerações. “Vamos intensificar as fiscalizações em bares, restaurantes e estabelecimentos que gerem aglomerações. Punindo, inclusive, estabelecimentos que forem reincidentes no descumprimento das medidas (…) conscientizar a população do aumento no número de casos. Há uma situação de alerta, e essas são as decisões tomadas pelo comitê”.

Para o governador, a situação da capital de Fortaleza requer cuidados ainda maiores, visto que o aumento no número de casos passou a refletir na demanda hospitalar. “Se for necessário tomar outras medidas, vamos tomar, respeitando as autoridades sanitárias, claro”.

Conforme o governador, o acréscimo de testes positivos para Covid-19, no Ceará, justifica as decisões que foram anunciadas. De acordo com dados da plataforma IntegraSUS, 107 municípios do Estado estão com níveis de alerta “alto” ou “altíssimo” de propagação da doença.

Durante a coletiva de imprensa, o gestor explicou que a aceleração de casos até então não vinha trazendo reflexos negativos na demanda por atendimento médico em hospitais e nem no número de mortes, fato que mudou de cenário desde a semana passada. “Houve aumento significativo na demanda assistencial, principalmente na Capital. Isso acende uma luz de alerta”, disse.

Com as informações: https://anoticiadoceara.com.br/

Foto: Reprodução

0 comentários:

Postar um comentário