Plano de vacinação contra Covid-19 no Ceará terá 1,7 milhão de pessoas em grupos prioritários ~ TribunaIguatu.com

PROGRAMA TRIBUNA SHOW

Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Plano de vacinação contra Covid-19 no Ceará terá 1,7 milhão de pessoas em grupos prioritários



Trabalhadores da saúde e pessoas com mais de 75 anos serão os primeiros a receber a vacina contra a Covid-19 no Ceará, quando o imunizante estiver disponível, segundo plano de vacinação que deve ser aplicado no estado.

Ainda não há definição de quando a vacina estará disponível no Ceará. Nesta segunda-feira (7), o governador Camilo Santana afirma que negocia com o Butantan para adquirir a CoronaVac para a população cearense "o mais rápido possível". (Veja detalhes da negociação abaixo.)

Os grupos prioritários serão vacinados em quatro fases e terão 1.794.076 de cearenses. A meta é imunizar pelo menos 95% desse público-alvo.


Primeira fase: trabalhadores da saúde, Idosos a partir de 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena.


Segunda fase: pessoas de 60 a 74 anos.
Terceira fase: pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença (como portadores de doenças renais crônicas, cardiovasculares, entre outras);
Quarta fase: professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.



Plano de vacinação contra Covid-19 no Ceará deve imunizar 1,79 milhão de pessoas — Foto: Governo do Estado do Ceará/Reprodução

Negociação com o Butantan

O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou que negocia com o governador de São Paulo, João Dória, para adquirir a vacina contra a Covid-19 para os cearenses "o mais rápido possível".

"Tenho mantido conversas com o Governo de São Paulo, diretamente com o governador João Dória, e Instituto Butantan, responsável pela produção da CoronaVac, para a aquisição o mais rápido possível. Temos, inclusive, reunião presencial já marcada em SP na próxima segunda-feira", afirmou Camilo Santana.

O governador do Ceará afirmou também o secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto, mantém contato com outros laboratórios que desenvolvem a vacina, bem como com o Ministério da Saúde.

"Informo aos cearenses que tudo o que estiver ao meu alcance farei para que a vacina chegue ao nosso estado com a máxima brevidade", completou Camilo.

Vacina em São Paulo em janeiro



SP anuncia que plano de vacinação contra a Covid-19 deve começar dia 25 de janeiro


O governo de São Paulo disse nesta segunda que o plano de vacinação com a CoronaVac começa no dia 25 de janeiro de 2021. O primeiro grupo a receber a vacina contra o coronavírus engloba profissionais de saúde, indígenas e quilombolas de todo o estado.

Produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, a vacina ainda está na terceira fase de teste, em que a eficácia precisa ser comprovada antes de ser liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A previsão do governo de São Paulo é a de que os documentos sobre a CoronaVac sejam entregues à Anvisa no dia 15 de dezembro.

Segundo o anúncio, a primeira fase da vacinação será voltada ao grupo prioritário, que também inclui idosos com 60 anos ou mais, e dividida em cinco etapas.

Data da 1ª e 2ª doses em SP caso a vacina seja aprovada pela Anvisa:

Trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas: 25 de janeiro e 15 de fevereiro
75 anos ou mais: 8 de fevereiro e 1° de março
70 a 74 anos: 15 de fevereiro e 8 de março
65 a 69 anos: 22 de fevereiro e 15 de março
60 a 64 anos: 1° de março e 22 de março

0 comentários:

Postar um comentário