'Não há qualquer previsão de decisão', diz secretário de saúde sobre o Réveillon em Fortaleza ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

'Não há qualquer previsão de decisão', diz secretário de saúde sobre o Réveillon em Fortaleza


O secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, afirmou nesta segunda-feira (19), que não há definição sobre a comemoração do Réveillon em Fortaleza. No ano passado, a festa na Capital reuniu mais de 1,2 milhão de pessoas e movimentou cerca de R$ 1,6 bilhão.

"O comitê vem desde o começo obedecendo a mesma metodologia, semanalmente, a gente analisa todos os dados, elabora inquérito sorológico, estuda a situação viral nos diversos locais para que a gente possa fazer a prospecção. Nesse momento, não há qualquer previsão de decisão sobre esse aspecto [Réveillon]", disse o secretário.

Todas as regiões do Ceará estão na 4º e última fase do plano de retomada com diferentes níveis de abertura conforme o quadro da doença. Porém, cinco municípios cearenses preocupam o Comitê de Saúde. Juazeiro do Norte, Icó, Crateús, Tauá e Russas. Segundo o secretário, essas cidades precisam trabalhar no combate a propagação da pandemia. Evitar aglomerações e reforçar a fiscalização.

"Nós temos em alguns municípios, esses citados, que nos preocupa porque a taxa de ocupação de leitos aumentou. E o número de leitos de UTI aumentou. Isso significa um alerta importante no ponto de vista epidemiológico. Esses municípios precisam de alerta, precisam impedir aglomerações e precisam fiscalizar".

Segurança sanitária no aeroporto

O governador Camilo Santana afirmou, na tarde do último sábado (17), que enviou ofícios ao Governo Federal (Ministério da Infraestrutura, Anac e Anvisa) pedindo reforço nas ações de controle sanitário no Aeroporto de Fortaleza, especialmente em relação aos voos internacionais. Isso, em virtude do aumento de casos de Covid na Europa e EUA. Dr Cabeto reforçou que o governo estadual está cobrando aos três órgãos responsáveis protocolos claros de segurança sanitária.

“Agora neste segundo momento, neste momento de reabertura, nós estamos cobrando a Anac e Anvisa, ao Ministério da Saúde, que estabeleça protocolos claros. Da parte do Estado, nós conversamos com a presidência da Fraport, estabelecemos uma metodologia de testagem em todos os passageiros e que além da testagem possam ser seguidos. Vamos colocar pontos de testagem nas áreas estaduais, inclusive, no próprio aeroporto, mas é fundamental que o Ministério da Saúde, Anvisa e Anac estabeleça um protocolo mais rápido possível”, disse.

Por: G1-CE.

0 comentários:

Postar um comentário