Chefes de grupo suspeito de estelionato são presos em operação da PCCE e PCPI ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Chefes de grupo suspeito de estelionato são presos em operação da PCCE e PCPI



A terceira fase da Operação Precatórios foi deflagrada, na manhã desta quarta-feira (30), após um trabalho conjunto das Polícias Civis dos Estados do Ceará e do Piauí. Foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão em território piauiense e oito pessoas foram presas por força de mandados de prisão no Ceará, nas cidades de Fortaleza, Maracanaú e Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza (CE). A ação contou com equipes do Departamento de Polícia Judiciária Metropolitana (DPJM) e do Departamento de Inteligência Policial (DIP) da PCCE. Um dos alvos foi encontrado em uma mansão no bairro Jereissate I. Três carros de luxo foram apreendidos.



O foco da atual fase da ofensiva foi prender o alto escalão da organização criminosa especializada em estelionato praticado contra pessoas que teriam direito a receber precatórios. O nome da operação faz alusão à forma como o grupo é suspeito de agir verificando em sites de tribunais a lista de cidadãos habilitados a receberem precatórios, que é o modo como um ente público tem de realizar o pagamento devido ao autor de uma ação judicial. Em posse dessas informações, os integrantes ludibriavam a vítima que realizava um pagamento prévio para poder receber seus valores.



“Essa fase da operação atingiu os cabeças da organização criminosa, ou seja, aqueles que efetivamente lucravam com os golpes aplicados. Toda a renda financeira adquirida por meio das ações criminosa ia para os alvos de hoje. Com um dos presos, nós também localizamos uma grande quantidade de cheques que eram utilizados nos golpes”, explicou o delegado Felipe Moreira, titular do 20° Distrito Policial e que esteve à frente de diligências policiais na Região Metropolitana.

Durante o cumprimento das decisões judiciais foram apreendidos três carros de luxo, além de celulares e computadores. Pela Polícia Civil do Piauí participaram policiais civis da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, da Gerência de Polícia Especializada, além de agentes de segurança do Núcleo de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública do Piauí (SSP-PI).
Outras Fases

No último dia 11 de junho, a segunda fase da “Precatórios” foi deflagrada e resultou nas prisões de 11 pessoas no Ceará e no Piauí. Na ocasião, a operação focou nas pessoas responsáveis pela coordenação dos golpes, ou seja, aqueles que ficavam encarregadas por entrar em contato com as vítimas por telefone repassando informações sobre o recebimento dos valores. Conforme dados levantados durante as investigações, os criminosos se comprometiam em acelerar as ações judiciais em nome das vítimas, em troca, a pessoa precisaria repassar valores adiantados que seriam devolvidos ao final dos processos. Já na primeira fase, outros 13 suspeitos já haviam sido presos, em 4 março deste ano. A ofensiva ocorreu simultaneamente no Ceará e no Distrito Federal.


Por: SSPDS.

0 comentários:

Postar um comentário