Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomelite termina nesta sexta-feira ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomelite termina nesta sexta-feira



Os pais devem ficar atentos! Crianças com idade de 1 a 5 anos têm até essa sexta-feira para receberem a vacina contra a poliomielite, no Ceará, dia do encerramento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde, divulgado no início da semana, apenas 35% do público-alvo foram vacinados.

Não existe tratamento para a poliomielite e a única forma de prevenção é a vacinação. A vacina oral de poliomielite protege contra dois sorotipos do poliovírus e a vacina inativada, contra os três sorotipos, é o que informa o Ministério da Saúde.

É recomendado também que crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, sejam avaliadas pelo serviço de saúde antes de tomarem a vacina.

Faltam, portanto, vacinar 7,3 milhões de crianças para que se atinja a meta de imunizar 11,5 milhões do público-alvo. A campanha teve início no dia 5 de outubro e está ocorrendo simultaneamente à campanha de multivacinação, que tem por objetivo atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade.

Segundo o balanço divulgado no dia 26, a maior cobertura vacinal ocorreu no Amapá, com 62,59% de cobertura, seguido da Paraíba, com 50,11%. A menor cobertura é em Rondônia, com 11,76%. Em nota, o ministério informou que, de acordo com os dados preliminares, até o momento 232 (4,16%) municípios atingiram a meta de 95% de crianças vacinadas.

O ministério, no entanto, garante que a vacina “é extremamente segura e possui eficácia entre 90% e 95% para a VOP”.

A recomendação aos estados que não atingirem a meta é continuar com a vacinação de rotina, oferecida durante todo o ano nos mais de 40 mil postos de saúde distribuídos pelo país.

Com informação da Agência Brasil.

0 comentários:

Postar um comentário