Bate-Papo: Sindicato das Escolas Particulares do Ceará garante segurança e responsabilidade no retorno das aulas ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Bate-Papo: Sindicato das Escolas Particulares do Ceará garante segurança e responsabilidade no retorno das aulas


A presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Ceará (Sinepe-CE), Andrea Nogueira, em entrevista ao Alerta Geral, nesta segunda-feira (21), garantiu que as escolas estão tomando todas as medidas necessárias para que a retomada das aulas presenciais seja feita de modo seguro e responsável. “A família pode ficar tranquila que está sendo respeitado o percentual determinado no decreto do governo do estado”, declarou Andrea.

Com a atualização do decreto que estabelece as regras de volta ao trabalho no Ceará, feita pelo governador Camilo Santana, algumas séries escolares poderão retornar a partir do dia 1º de outubro. A etapa de transição da retomada na educação terá o retorno do EJA, nono ano do ensino fundamental, 3ª série do ensino médio e educação profissionalizante, todos com 35%.

Andre Nogueira destacou que o retorno da educação infantil, já autorizado pelo governo, foi muito tranquilo com as escolas cumprindo os protocolos, porém revelou insatisfação com a demora na retomada: “Tem uma certa insatisfação da rede de ensino privado, até mesmo porque a escola da rede privada, nós esperávamos esse retorno em 20 de julho, então há mais de três meses a escola vem preparando protocolos sanitários pra receber essas crianças e adolescentes que precisam sim estar dentro de sala de aula”, disse ela.

Ela ainda salientou que a escola é um local que tem controle e que todas as instituições estão muito preocupadas com a retomada segura e responsável. Apesar disso, muitos ainda estão temerosos em deixar seus pequenos retornarem para os ambientes escolares pelo risco de contaminação pelo novo coronavírus. Andrea diz que os pais tem direito de escolher se querer ou não deixar que seus filhos retornem.

“O pai ele tem o direito de escolha, o vírus ainda está aí. Aquele pai que está ansioso, preocupado, ele pode continuar com o seu filho nas aulas remotas, mas os pais que necessitam dessa retomada, eles podem retomar as atividades presenciais com os seus filhos e a gente garante sim o cumprimento dos protocolos. Nós já iniciamos com a educação infantil e agora vamos prosseguir as atividades com outras séries e seguimentos”, afirmou.

Sobre o retorno das aulas dentro do percentual estabelecido pelo decreto estadual, Andrea Nogueira explica que a escola faz uma pesquisa sobre a retomada das atividades presenciais com os pais e a partir daí a instituição tem a realidade de quantos alunos vai receber. “Dentro dessa quantidade a escola passa a fazer a sua organização no rodizio de recebimento desses alunos, respeitando o percentual do decreto. Por isso a família pode ficar tranquila que está sendo respeitado o percentual determinado no decreto do governo do estado”, disse ela.

Por: Ceará Agora.

0 comentários:

Postar um comentário