Junho 2020 ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

terça-feira, 30 de junho de 2020

Novo tipo de H1N1 com "potencial pandêmico" é encontrado em porcos na China


Uma nova linhagem do vírus influenza, causador da gripe, foi identificada em porcos na China. Segundo pesquisadores, a nova cepa tem “todas as características essenciais de um vírus pandêmico candidato” e, por isso, precisa ser monitorada “rigorosamente” e “com urgência”. A recomendação é uma medida preventiva, já que o vírus ainda não apresentou grande ameaça. Apesar disso, as vacinas contra gripe podem ser adaptadas para combater o novo vírus, se necessário. 
A preocupação surge do potencial que o vírus G4 EA H1N1, como foi denominado, tem de infectar humanos. Isso porque as linhagens utilizadas em vacinas contra a gripe, aplicadas anualmente nos humanos, não protegem contra o G4 EA H1N1. Para chegar nessa conclusão, os pesquisadores analisaram a reatividade cruzada dos anticorpos contra o novo vírus.
"No momento estamos distraídos com o coronavírus e com razão. Mas não devemos perder de vista novos vírus potencialmente perigosos”, explicou Kin-Chow Chang, um dos autores do estudo, em entrevista à BBC. A descoberta vem, inclusive, de um trabalho de vigilância sistemática dos vírus influenza em suínos.
Os pesquisadores realizaram testes sorológicos em pessoas que trabalham com porcos, como em matadouros e na indústria suína, para avaliar a infectividade em humanos. Pelos resultados, 20,5% dos humanos (nove de 44 testados) deram positivo para o G4 EA H1N1, enquanto 10,4% dos porcos (35 de 338 testados) estavam infectados. A partir das taxas, o estudo concluiu que a nova linhagem do vírus adquiriu maior infectividade entre os humanos.
“Os porcos são hospedeiros intermediários para a geração do vírus da gripe pandêmica. Por isso, a vigilância sistemática dos vírus influenza em suínos é uma medida fundamental para avisar o surgimento da próxima gripe pandêmica”, alerta o artigo publicado nessa segunda-feira, 29, na revista acadêmica estadunidense Proceedings of the National Academy of Sciences.

Gripe suína

A gripe suína já é familiar, sendo reconhecida pela primeira vez na pandemia de 1919. Ela circula entre os humanos como uma gripe sazonal e todo ano as pessoas precisam ser vacinadas contra a gripe. Ela é causada pela cepa (linhagem) do vírus influenza H1N1, que começou em porcos - daí o nome.
Em 1919, a doença começou a ser registrada inicialmente no México e depois se espalhou pelos Estados Unidos. Em 2009 houve outro surto de H1N1, que não foi tão mortal quanto a pandemia de 1918 a 1919. Ainda assim, provocou 2 mil mortes no Brasil. O vírus era altamente contagioso e se espalhou rapidamente, o que fez com que a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitisse um alerta de pandemia em abril de 2009.
No caso da G4 EA H1N1, a cepa é semelhante à da gripe suína de 2009, mas com mudanças. Até o momento, ela não apresentou grande ameaça, mas deve ser monitorada “rigorosamente”. O vírus pode crescer e se multiplicar nas células que revestem as vias aéreas humanas.
Fonte: O Povo.

Coronavírus no Ceará: Camilo diz que retomada econômica pode recuar se números piorarem


O governador Camilo Santana (PT) usou as redes sociais nesta segunda-feira, 29, para destacar a importância do prosseguimento do respeito às medidas de isolamento social no Ceará, segundo ele descumpridas por parte dos cearenses. Ele disse que a retomada econômica pode recuar se números do coronavírus no Estado piorarem. Dados da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa-CE) desta segunda-feira mostram 108.225 confirmações da infecção, com 6.076 mortes.
"Tenho alertado que a situação não é de normalidade. A epidemia continua. O cenário ainda é de preocupação. Tenho visto imagens de aglomerações injustificáveis. É preciso responsabilidade", escreveu o petista. 
Ele adicionou que, se não houver "consciência de todos", os números da Covid-19 podem voltar a subir, o que fará com que a retomada da atividade econômica seja retardada.
"A economia é importante, as pessoas precisam voltar a trabalhar, mas muita gente está ignorando os alertas e colocando sua vida e a dos outros em risco. Essa luta só será vencida se todos colaborarem", ele enfatizou.
Junto com pronunciamento, Camilo postou um vídeo de nova campanha de conscientização do Governo do Estado. Confira abaixo:
"Tenho alertado que a situação não é de normalidade. A epidemia continua. O cenário ainda é de preocupação. Tenho visto imagens de aglomerações injustificáveis. É preciso responsabilidade. Se não houver consciência de todos, os números da Covid podem voltar a subir e o Processo de Retomada Econômica não avançará, podendo, até mesmo, regredir e negócios serem novamente fechados, o que não queremos que ocorra. A economia é importante, as pessoas precisam voltar a trabalhar, mas muita gente está ignorando os alertas e colocando sua vida e a dos outros em risco. Essa luta só será vencida se todos colaborarem. Só saia de casa quando for necessário, e sempre usando máscara. Compartilho aqui a nova campanha de conscientização do Governo do Estado. Somente juntos iremos vencer essa pandemia".

Intérpretes atendem e esclarecem dúvidas da comunidade surda na pandemia


Viver em um mundo sem som é um desafio para diversas tarefas diárias, como pagar uma conta, fazer um pedido no restaurante ou simplesmente se informar. Acessibilidade é um direito e para ajudar na garantia desse direito, a Central de Interpretação de Libras (CIL) atua como ponte entre ouvintes e comunidade surda, promovendo autonomia e acesso aos serviços públicos. Durante o isolamento social, a CIL está atendendo remotamente e presencialmente, se necessário. A Central integra a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Pessoa Idosa e Pessoa com Deficiência (Copid) da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS).
A coordenadora da Copid, Vyna Leite, explica que há demandas para interpretação médica, jurídica, policial, INSS, Sine IDT, dentre outras. “Neste período de isolamento social estamos recebendo muitas solicitações das áreas da saúde e segurança. Temos muitas demandas de hospitais, Promotoria de Justiça, Delegacia de Proteção a Pessoas com Deficiência e da própria Casa da Mulher Brasileira, por conta do aumento no número de denúncias de violência contra a mulher surda”, destaca a coordenadora.
A CIL Ceará reúne três intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras): Aljaniele Amorim, Fabiano Farias e Michael Silva. Os profissionais auxiliam pessoas com deficiência auditiva, surdos e surdocegos com tradução e interpretação da linguagem de sinais.
Há dez anos trabalhando como tradutora e intérprete de libras, Aljaniele Amorim, aprendeu a língua de sinais ainda nas brincadeiras de infância, em Maracanaú. “Quem abriu a porta para que eu entrasse no universo das libras foi meu amigo Washington. Eu lembro de ficar ansiosa porque queria entender os sinais que ele utilizava para se comunicar e foi assim que começamos nossa amizade. Ele sempre trazia uma folhinha com vários nomes e me ensinava o sinal que deveria usar para cada uma daquelas palavras e assim ficávamos por horas na calçada de casa”, relembra.
Graduada em Letras Libras, Aljaniele atua na CIL desde 2016, ano em que o equipamento foi criado. “Uma das experiências que nunca vou esquecer é do dia em que chegou um senhor surdo na sede da CIL pedindo nossa ajuda. Ele estava com dor e precisava de um intérprete para acompanhá-lo na ida ao médico. Foi naquele dia que percebi a força da minha profissão e o quanto eu posso fazer a diferença na vida de tantas pessoas através do meu trabalho”, completa.
Caçula de três irmãos, o carioca Fabiano Farias, aprendeu a linguagem de sinais aos dois anos de idade. “Sou filho de pais surdos e senti desde muito cedo o quanto nossa sociedade é excludente com quem tem uma deficiência. A falta de acessibilidade é uma violação de direito que tira a autonomia de milhares de pessoas. Passei a infância e a adolescência vendo a luta dos meus pais para se inserir nos espaços e garantirem seus direitos enquanto cidadãos. Foram diversas situações em bancos, lojas de roupa, enfim, tudo isso serviu também para que eu entendesse a libras para além de uma linguagem, como uma ferramenta poderosa de autonomia e inclusão”, frisa Fabiano.
Ele explica que a língua de sinais tem também suas particularidades, com uma estrutura morfológica e sintaxe, além de uma parte fonética. “Mesmo sem som, na libras existem mudanças de acordo com a região e o sotaque, e isso só se aprende na convivência com nativos do lugar. Quando cheguei do Rio, tive que fazer outros cursos e exercitar bastante para aprender as nuances da Libras utilizada aqui”, conta Fabiano, que fez curso de Libras ainda no Rio de Janeiro, na associação Alvorada.
Já Michael Silva conheceu a Libras em 2013, mas só sabia o básico. Até então nunca tinha se aprofundado. “Sempre tive muitos amigos surdos, mas só em 2015 decidi entrar de cabeça nesse processo e passei a frequentar associações, fiz trabalhos voluntários e comecei a sentir que fazia parte da comunidade surda. Eu tenho consciência de que isso só aconteceu quando eu abandonei meu comodismo e entendi que somos todos interdependentes”, reflete.

CIL

A CIL nasceu como um projeto do Governo Federal, ainda em 2015, que ofertou equipamentos e orientações para promover acessibilidade em todo o país. O Estado do Ceará assumiu uma central, que é a CIL Ceará. Os municípios de Fortaleza e de Juazeiro do Norte também assumiram cada um uma CIL, totalizando três centrais em todo o Estado.

SERVIÇO:

Para solicitar o auxílio de intérprete, em Fortaleza, basta enviar um e-mail ou mensagem via Skype para cil.ce.gov@gmail.com.
CIL do município de Fortaleza – (85) 9905-5152
CIL Juazeiro do Norte: (88) 5311-0426 / cil.ce.jn@gmail.com

Polícia Civil do Ceará alerta população para que não caia no golpe do boleto falso


O boleto bancário continua sendo um dos métodos de pagamento mais utilizado pelos brasileiros. Mas cuidado! Ele também pode ser alvo de fraudes para roubar o seu dinheiro. Em um dos golpes, os criminosos, além de conseguirem acessar os dados do computador e do aparelho móvel da vítima, eles alteram os dados dos boletos emitidos pela internet e redirecionam a quantia depositada até a conta dos golpistas. A fraude mais recorrente em boletos consiste em modificar o código de barras do documento para desviar o pagamento da vítima. A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) chama a atenção para o método utilizado pelos criminosos e alerta a população para que fique atenta na hora de fazer pagamentos de forma segura.
Investigações conduzidas pela Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), unidade especializada da PCCE que apura crimes de estelionato no Ceará, indicam que a fraude do boleto falso consiste na falsificação de cobranças para fazer com que o pagamento seja direcionado para a conta bancária do golpista. São vários truques para atrair a vítima, que vão desde a manipulação do código de barras do documento até a criação de páginas falsas que oferecem o download da fatura fraudulenta.
O delegado adjunto da DDF, Carlos Teófilo, ressalta que neste período de pandemia os estelionatários continuam aplicando diversos golpes, entre eles, o do falso boleto. “A população precisa ficar atenta e observar os detalhes na emissão do boleto, como erros ortográficos, bem como o nome do beneficiário. Outro fato importantíssimo é evitar o acesso de contas pessoais utilizando o Wi-Fi de locais públicos. Analisar também, a numeração do código de barras e comparar com os boletos anteriores para confirmar a numeração do banco do qual você tem hábito de efetuar os pagamentos”, finaliza.
Os métodos mais utilizados pelos fraudadores são a adulteração do código de barras de boletos já recebidos pelas vítimas, como plano de saúde, contas de condomínio e até mesmo a prestação de financiamento de carro ou a prestação da escola dos filhos. A adulteração pode acontecer também pelo computador pessoal por meio de um malware (software malicioso que invade a máquina e pode alterar o número do código de barras), para que, no momento do pagamento, você copie o código errado. As invasões de programas maliciosos também incluem a criação de páginas falsas para forjar faturas, o envio de e-mails com histórias falsas, geralmente, em tom emotivo, induzindo a vítima ao descarte do boleto verdadeiro e pagamento do documento falso.
Antes de realizar o pagamento de uma conta utilizando um boleto bancário, o cidadão deve atentar às principais informações para identificar se ele é válido ou falso:
– Confira todos os dados inseridos no boleto;
– Atente para a grafia correta das palavras e das informações do boleto;
– Note que os últimos números do boleto correspondem ao valor que será pago na fatura. Desconfie se a sequência numérica contida no código de barras for maior;
– Se for uma fatura de pagamento recorrente, por exemplo de telefone ou TV a cabo, o código deve permanecer o mesmo em todos os meses, já que os valores permanecem inalterados;
– Verifique a procedência da empresa que emitiu a fatura. Se o nome e o CNPJ coincidirem, prossiga no pagamento;
– Opte pela leitura automática do código de barras no terminal do banco ou no aplicativo de do celular de uso pessoal;
– Se precisar baixar a 2ª cópia da fatura, faça apenas no site da empresa ou do banco;
– Certifique-se de que o site é seguro e que você está navegando na página correta;
– Se suspeitar que o computador que você está utilizando estiver infectado, o programa malicioso pode embaralhar o código de barras e o pagamento pode ser direcionado à conta dos criminosos;
– Evite fazer transações financeiras utilizando Wi-Fi de locais públicos;

Denúncias

A Polícia Civil está atenta às fraudes em meio virtual e pede a colaboração da população para que faça o registro das ocorrências para subsidiar as investigações no intuito de identificar os suspeitos e coibir novos delitos. O crime de estelionato pode ser reportado via Delegacia Eletrônica (Deletron) da Polícia Civil do Ceará, pelo site https://www.delegaciaeletronica.ce.gov.br/beo/. Os procedimentos serão redistribuídos para as delegacias mais próximas do endereço da vítima ou, nos casos em que o montante investigado seja equivalente ou superior a 80 salários mínimos vigente, a investigação ficará a cargo da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF).
Por: SSPDS.

Secretário da Saúde visita o Cariri e anuncia ampliação em até 70 leitos de UTIs para a região


O Cariri é hoje uma das regiõoes que merecem atenção pelo casos crescentes de covid-19. Na manhã desta segunda-feira (29), o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto), esteve em Juazeiro do Norte acompanhando as ações de enfrentamento à pandemia. O gestor anunciou a ampliação em até 70 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para reforçar o atendimento em municípios como Juazeiro, Crato, Barbalha e Brejo Santo.
Em visita ao Hospital Regional do Cariri (HRC), unidade da rede estadual referência para a Região do Cariri em Covid-19 mas também trauma e AVC, Dr. Cabeto destacou o investimento em infraestrutura para o atendimento aos pacientes.
“Nossa proposta é conseguir finalizar o planejamento da ampliação de leitos na região, que tem agora um aumento do número de casos de coronavírus. Nós estamos visando à ampliação de leitos e à abertura de novos leitos em espaços estratégicos, como a UPA de Juazeiro, o HRC e as regiões de Iguatu e Icó e municípios vizinhos ao Crajubar e Brejo Santo. Com essas definições, nós prevemos uma ampliação de até 70 leitos, o que vai melhorar muito a Rede”, ressaltou.
Dr. Cabeto também visitou a UPA em Juazeiro do Norte e o hospital de campanha que está sendo montado no município. O secretário aproveitou a oportunidade para se reunir com gestores municipais e diretores de hospitais localizados no triângulo Crajubar (Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha).
“A região do Cariri é muito importante para o Estado do Ceará, por isso precisamos desse esforço em conjunto com toda a Rede para que possamos resolver o problema dessa pandemia, ao tempo que fortalecemos também todo o sistema de saúde”, finalizou Dr. Cabeto.
A secretária executiva de Atenção à Saúde e Desenvolvimento Regional da Sesa, Josenília Gomes, a superintendente da Região de Saúde do Cariri, Tereza Cristina, e o presidente do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), Flávio Deleféu, acompanharam o titular da Saúde durante as visitas.
Por: Governo do Estado do Ceará.

Cearense cria, fabrica e patenteia máscara de plástico contra Covid-19


Tendo inventado uma forma de plástico rígido para o uso do concreto protendido e projetado e construído com o mesmo material um hotel que opera até hoje na serra de Guaramiranga, Joaquim Caracas, um engenheiro e empresário cearense ao qual se poderia entregar, a cada 365 dias, o prêmio de inovador do ano, inovou outra vez. 
No dia 7 de abril, em plena pandemia virótica, sua empresa – a Impacto Protensão – foi desafiada pela Fundação de Apoio à Pesquisa (Funcap) e pela Secretaria de Saúde do Estado a produzir uma máscara de proteção contra a Covid-19 para ser usada por profissionais da saúde e, principalmente, pelos engenheiros e operários da construção civil. 
Um mês depois, Joaquim Caracas apresentou o novo produto, que logo ganhou a patente de número BR 20-2020-011488-9. 
É uma máscara rígida, reutilizável, feita de plástico transparente e reciclável, atóxico, com refis de filtro em tecido lavável ou TNT (tecido não tecido). 
Praticamente todas as empresas construtoras de Fortaleza já a utilizam hoje. 
Além da tecnologia 100% cearense, há outra novidade que ela incorpora: a máscara criada por Joaquim Caracas tem diferentes cores. 
Na construção civil, nestes tempos de coronavírus, é como se tivesse caído a sopa no mel: às 7 horas da manhã, o operário entra no serviço usando a máscara verde; às 10 horas, ela é trocada pela amarela; às 13, pela verde; às 16 horas, pela azul. 
Usada também por funcionários de supermercados e farmácias, ela é de fácil higienização: basta lavá-la com sabão ou passar álcool a 70% ou álcool gel. 
A fábrica da Impacto Protensão, instalada no Distrito Industrial de Maracanaú e operada por apenas três pessoas, produz 7.200 máscaras por dia, usando uma impressora 3D de última tecnologia. 
A propósito: das 42 patentes industriais que o Ceará tem registradas no Brasil, 9 são da empresa de Joaquim Caracas, que acaba de registrar sua primeira patente nos EUA. 
UMA BOMBA
Opera com apenas uma motobomba a terceira Estação Elevatória do Canal Norte do Projeto São Francisco de Integração de Bacias. 
É o canal que está trazendo a água para o Ceará. 
Essa bomba, novinha, tem uma excelente vazão – 12 m³ por segundo. 
E se ela quebrar? 
O Ministério do Desenvolvimento Regional promete instalar a segunda bomba dentro de poucas semanas.
 
APODI
Ex-presidente da Fiec, o empresário Beto Studart entusiasmou-se com a notícia, ontem publicada por esta coluna, sobre o início da plantação de trigo - em um projeto piloto em Limoeiro do Norte, na Chapada do Apodi. 
Studart considera que o Apodi esconde riquezas e oportunidades que estimulam o investimento no agronegócio naquela região, no Leste do Ceará. 
Ele aguardará que passe o isolamento social causado por esta crise sanitária mundial para conhecer, pessoalmente, o que é que o Apodi tem.
PIB CEARENSE
Hoje, o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) divulga às 14h30 o PIB do Estado relativo ao primeiro trimestre deste ano. 
Esta coluna antecipa: o agronegócio, mais uma vez, apresentou o melhor resultado. Em segundo lugar, o serviço; em seguida, a indústria. 
GREVE
Entregadores de aplicativos deflagram hoje uma greve nacional por melhores condições de trabalho. 
Esses profissionais - usando motocicletas ou bicicletas - arriscam a vida no trânsito das cidades brasileiras – Fortaleza no meio - para levar comida a quem a encomendou. 
Mas se queixam de que quem os emprega lhes paga muito mal e ainda lhes nega o alimento.
Por: Diário do Nordeste.

Projeto “Isolados sim, separados nunca”, levou a alegria junina aos idosos de Várzea Alegre


A Secretaria de Assistência Social, do Governo de Várzea Alegre, promoveu nesta segunda-feira, 29 de junho, o projeto “Isolados sim, separados nunca”.


Com essa proposta, oficineiros dos Serviço de Convivência e de Fortalecimento de Vínculos, neste dia de São Pedro, visitaram idosos atendidos pelos serviços sociais da secretaria. “Com todos os cuidados de prevenção, continuamos visitando e fortalecendo os vínculos sociais e comunitários dos nossos idosos através da valorização da cultura junina”, disse a secretária Laura Maria.


Nas visitas, nas portas de suas casas e respeitando o distanciamento, os idosos puderam assistir um pouco de forró e dos passos das quadrilhas juninas. Muitos dançaram animadamente e agradeceram ao Governo Municipal pelo gesto de atenção e de carinho.

A festa de São Pedro é uma das mais fortes tradições de Várzea Alegre, tendo dado origem ao Festejo Várzea Alegre Junina.


O Forró de São Pedro do CSU, teve início no ano de 1983, completando em 2020, 37 anos. “Desde 1983 o São Pedro do CSU acontece de forma brilhante levando animação aos Idosos do nosso município e mais do que nunca neste momento de isolamento social os nossos idosos estão a precisar que essa alegria os visite. Esse é o propósito desse nosso projeto, "ISOLADOS SIM, SEPARADOS NUNCA!", se adaptando ao isolamento social, disse Laura.

Reportagem: Marco Filho - Ascom

Juazeiro do Norte registra mais quatro óbitos pela Covid-19; 238 novos casos são notificados em 24 horas


Nesta segunda-feira (29), a Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria da Saúde, confirmou quatro novos óbitos pelo novo coronavírus no município, somando 81 mortos pela doença.
Os óbitos ocorreram no dia 27 de junho. Trata-se de um homem, de 58 anos, com esquizofrenia e diabetes; uma mulher, de 77 anos, com doença cardiovascular crônica; um homem, de 79 anos, com diabetes e hipertensão; e um homem, de 64 anos, com doença cardiovascular crônica.
Até a tarde de hoje (29), o município notificou 12.395 pacientes, dos quais 04 são casos suspeitos que aguardam os resultados dos exames, 9.544 casos descartados e 2.847 casos confirmados, aumentando 238 infectados nas últimas 24 horas.
Entre os pacientes confirmados há 55 hospitalizados, 1.723 em isolamento domiciliar, 988 que já estão recuperados, e 81 óbitos.
Por: Badalo.

Auxílio Emergencial: Caixa credita benefício a 8,8 milhões de trabalhadores nesta terça; veja quem recebe


A Caixa Econômica Federal (CEF) credita nesta terça (30) o Auxílio Emergencial a mais 8,8 milhões de beneficiários, tanto do Bolsa Família quanto fora do programa.
Veja quem recebe:
  • 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família, com NIS final 0, recebem a terceira parcela
  • 5,2 milhões de trabalhadores do primeiro lote (que receberam a 1ª parcela até 30 de abril), nascidos em março e abril, recebem a terceira parcela
  • 1,5 milhão de trabalhadores do segundo lote (que receberam a 1ª parcela entre os dias 16 e 29 de maio), nascidos em março e abril, recebem a segunda parcela
  • 200 mil novos aprovados, nascidos em março e abril, recebem a primeira parcela
Para os beneficiários do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício.
Para os demais, os recursos serão liberados em um primeiro momento por meio da poupança social digital, de maneira escalonada, conforme o mês de aniversário do trabalhador, para pagamento de contas, boletos e compras por meio do cartão de débito digital. Saques e transferências serão liberados em datas posteriores (veja ao final da reportagem os calendários de crédito e saque)

Valores pagos

No total, a Caixa disponibilizará mais R$ 19,7 bilhões para 31 milhões de pessoas para pagamento da terceira parcela.
Já na segunda parcela dos contemplados no lote 2 são 8,7 milhões de beneficiários (tiveram crédito da parcela 1 realizado entre 16/05 e 29/05) que receberão R$ 5,5 bilhões. No caso da primeira parcela dos aprovados dentro do lote 4 são 1,1 milhão de beneficiários que receberão cerca de R$ 700 milhões.
A segunda parcela para os aprovados do terceiro lote (que receberam a primeira entre os dias 16 e 17 de junho) ainda não tem data definida.

Transferências e saque em dinheiro

Para quem vai fazer o saque em dinheiro, os pagamentos começam em 18 de julho e vão até 19 de setembro. O calendário inclui a terceira parcela, a segunda parcela para os aprovados no lote 2 e a primeira parcela para os aprovados do lote 4. Veja abaixo:
  • 18 de julho – nascidos em janeiro – 3,4 milhões de pessoas
  • 25 de julho – nascidos em fevereiro – 3,1 milhões de pessoas
  • 1º de agosto – nascidos em março – 3,5 milhões de pessoas
  • 8 de agosto – nascidos em abril – 3,4 milhões de pessoas
  • 15 de agosto – nascidos em maio – 3,5 milhões de pessoas
  • 29 de agosto – nascidos em junho – 3,4 milhões de pessoas
  • 1º de setembro – nascidos em julho – 3,4 milhões de pessoas
  • 8 de setembro – nascidos em agosto – 3,4 milhões de pessoas
  • 10 de setembro – nascidos em setembro – 3,4 milhões de pessoas
  • 12 de setembro – nascidos em outubro – 3,4 milhões de pessoas
  • 15 de setembro – nascidos em novembro – 3,2 milhões de pessoas
  • 19 de setembro – nascidos em dezembro – 3,3 milhões de pessoas
Calendário de saques da terceira parcela do auxílio emergencial para quem faz parte do Bolsa Família — Foto: Editoria de Economia/G1
Calendário de saques da terceira parcela do auxílio emergencial para quem faz parte do Bolsa Família — Foto: Editoria de Economia/G1
Lote 1, parcela 3 - auxílio emergencial — Foto: Economia G1
Lote 1, parcela 3 – auxílio emergencial — Foto: Economia G1
Lote 2, parcela 2 - auxílio emergencial — Foto: Economia G1
Lote 2, parcela 2 – auxílio emergencial — Foto: Economia G1
parcela 1, lote 4 (novos aprovados) — Foto: Economia G1
parcela 1, lote 4 (novos aprovados) — Foto: Economia G1

Cadastro encerra em 2 de julho

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, confirmou que o dia 2 de julho é a última data para pedir o Auxílio Emergencial.
“A partir desse dia, o cadastramento estará fechado e todas as pessoas que estão em análise pela Dataprev terão uma resposta. Todas as pessoas que se cadastrarem e forem validadas receberão todas as parcelas. Mesmo que sejam aprovadas lá pro meio de julho, receberão as três parcelas”, disse.
Fonte: G1.