Coluna Luan Lopes: COVID-19 e animais de estimação: o que preciso saber? ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

segunda-feira, 18 de maio de 2020

Coluna Luan Lopes: COVID-19 e animais de estimação: o que preciso saber?



No atual momento que estamos vivendo, muitas notícias falsas, as tão famosas “fake news”, têm sido disseminadas nos mais diversos veiculos de comunicação, principalmente nas redes sociais, sobre o novo coronavírus e os animais de estimação. Com isto, muitas dúvidas surgiram, desde se vacinas contra o coronavírus canino podia ser aplicada em pessoas até se os animais podia transmitir a doença, o que acarretou muitos casos de abandono. Porém,  assim como tudo que vemos compartilhado nas redes sociais, precisamos sempre checar a veracidade das notícias antes de enviarmos a outras pessoas, podendo prejudicar alguma pessoa ou até mesmo um profissional por conta de um vídeo editado, fora de contexto, replicado de maneira equivocada. A partir disto, resolvi escrever este texto respondendo alguns dos questionamentos que tenho recebido acerca da COVID e cães e gatos.

O CORONAVÍRUS PODE SOBREVIVER NA PELAGEM DOS ANIMAIS?

Sim, isto é um fato. Já se sabe que o novo coronavírus pode sobreviver na superficie corporal dos animais, ou seja, na pelagem. No entanto, ainda não se sabe exatamente quanto tempo ele sobrevive na pelagem, pois o pêlo é uma superfície porosa e o vírus é mais sensível neste tipo de superfície e a quantidade de partículas virais que podem permanecer neste tipo de ambiente, se essa quantidade seria suficiente para transmitir a doença a uma pessoa saudável. Porém, a recomendação atual é que as pessoas que estão com a COVID-19 também fiquem isoladas e separadas dos seus animais de estimação.

POSSO PASSEAR NORMALMENTE COM O MEU PET?

Depende. Se o passeio puder ser evitado, a recomendação é que não seja realizado. Mas se o seu cãozinho só faz as necessidades fisiológicas fora de casa, o passeio pode ser realizado, desde que sejam respeitados alguns cuidados: o passeio deve ser o mais rápido e objetivo possível, apenas para que o sei animalzinho possa fazer suas necessidades. Deve-se procurar um lugar em que não haja aglomeração de pessoas, nem de outros animais, e deve-se proceder com a higienização do seu pet antes de entrar em casa. A higienização pode ser realizada com alcool em gel nas patas, porém vale ressaltar que o cheiro é irritante para os animais, então até que o álcool evapore é necessário evitar que eles cheirem ou lambar o álcool em gel. Pode ser realziada, também, com xampús e outros produtos pet como o banho seco, e sempre que possível dar um banho inteiro no animalzinho. E lembre-se de sempre higienizar as mãos antes e após ter contato e dar banho no seu pet.

MEU GATO GOSTA DE ANDAR SOZINHO NA RUA. COMO PROCEDER?

Este assunto é uma coisa que deve ser reforçada mesmo em tempos normais, sem pandemia. Gatos devem ser mantidos dentro de casa, não devem nunca ter acesso à rua sozinhos. Na rua, os felinos estão expostos às mais variadas ameaças possíveis, desde superfícies contaminadas com o vírus, podendo trazê-lo para dentro da sua casa, além de ser intoxicado, atropelado, atacado por outros animais e contrair doenças que podem levá-lo até à morte. Portanto, não só na quarentena, seus gatos devem ficar dentro de casa!

VI QUE A VACINA QUE DOU NO MEU CÃO TEM O CORONAVÍRUS, POSSO ME VACINAR?

A resposta pode parecer óbvia, mas precisa ser dita. NÃO!! O coronavirus canino, apesar de ser da mesma família do coronavírus humano, pertence a um gênero diferente e não causa doença nos seres humanos, promove infecção de células do intestino, causando gastroenterite. Já o coronaírus felino provoca uma doença fatal conhecida como peritonite infecciosa felina, para a qual ainda não há vacina.

Espero que as respostas tenham ajudado a sanar algumas dúvidas dos ouvintes. Caso tenha mais alguma dúvida, comentário ou sugestão para nossas próximas conversar fiquem à vontade para me contactar. E lembre-se: se puder, fique em casa e ajude a diminuiu a disseminação do vírus.

Um abraço e até a próxima!

0 comentários:

Postar um comentário