COLUNA DE PEDRO MINERVINO: AS LIÇÕES DA EPIDEMIA ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

EDITAIS E PUBLICAÇÕES - www.tribunaiguatu.com

segunda-feira, 18 de maio de 2020

COLUNA DE PEDRO MINERVINO: AS LIÇÕES DA EPIDEMIA




Doenças ressurgem com outras características ou novos agentes infecciosos. Os microrganismos (vírus, bactérias, parasitas, fungos) se adaptam, adquirem novas habilidades biológicas e ecológicas e respondem às ações humanas de maneira surpreendente. Degradação ambiental, aglomerações e deslocamentos populacionais, uso inapropriado de antibióticos, contato ocupacional, doméstico ou alimentar com animais silvestres, condições sanitárias precárias são fatores que potencializam a expressão de mudanças genéticas e amplificam a circulação de agentes infectantes. Há sempre novas ameaças!

O mundo está enfrentando uma das maiores pandemias dos últimos séculos. É um momento de reflexão, do sentido da vida. O sistema capitalista está sendo mais uma vez ameaçado e posto à prova de que a força humana é quem move a economia.

Nesse momento as maiores economias do planeta sentem o efeito da atual pandemia. Uma oportunidade para uma reflexão: por que a grande preocupação dos governantes em voltar à normalidade, com todos os setores das atividades econômicas funcionando? Apesar do uso das máquinas em todas as atividades, sem a presença humana não há condições de funcionamento em sua plenitude.

Todos os governos do mundo precisam ficar atento às necessidades e aos direitos dos trabalhadores lhes garantindo assistência mínima para a sua sobrevivência e de suas famílias. Vimos o quanto é importante investimentos na saúde pública, pois num momento como esse o combate ao agente causador da doença é de interesse de todos as nações ricas ou pobres.

O Brasil como não é diferente dos outros países também está inserido no contexto do enfrentamento à epidemia da COVID-19. Não fosse as questões políticas que envolve os governos federal, estadual e municipal talvez o país estivesse mais preparado para o enfretamento da doença. Infelizmente temos um presidente da república que insiste em ir na contramão do que é recomendado pela ciência.

Diante desse momento ficam várias lições, principalmente para que sejamos mais solidários e que o mundo se torne numa única nação, em busca de bem estar social para todos os povos.

0 comentários:

Postar um comentário