2020 ~ TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Senado Federal aprova uso de recursos para compra de máscaras e álcool



O Senado aprovou hoje (17) um projeto de lei (PL) que autoriza o Sistema Único de Assistência Social (Suas) a redirecionar seus recursos para compra de álcool em gel e máscaras, para proteção das populações vulneráveis. O projeto segue para análise da Câmara dos Deputados.

Para ter direito aos materiais, a família – além de estar em situação de vulnerabilidade – deverá estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O projeto também prevê que os cuidadores e atendentes da população em estado de vulnerabilidade também sejam contemplados pela medida.

De acordo com o texto, os produtos devem ser distribuídos nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). O Suas é um sistema público que organiza os serviços de assistência social no Brasil. Ele atende famílias em situação de vulnerabilidade social e que tiveram os direitos violados em virtude do abandono, maus-tratos, abuso sexual, uso de drogas, entre outros.

As máscaras que podem ser compradas pelo poder público com esses recursos são do modelo N95/PFF2 ou equivalentes. Também podem ser de algodão ou tecidos que comprovadamente ofereçam proteção equivalente ou superior às máscaras de pano duplo 100% algodão.

Segundo o relator, Jorge Kajuru (Cidadania-GO), o projeto não traz gastos extras para o Estado. Os recursos já existem, só serão redirecionados.

PL não propõe novos gastos, mas, tão somente, autoriza o Suas a redirecionar suas atuais despesas para aquisições de máscaras e álcool em gel. Reforço que não há qualquer imposição de gastos mínimos, somente a autorização para compras de máscaras e álcool em gel, afirmou Kajuru em seu texto.

Com informações da Agência Brasil.

INSS: Perito que não comparecer ao trabalho terá salário descontado


Os peritos médicos que não voltaram ao trabalho presencial nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) hoje, 17, sem justificativa, terão registro de falta, com desconto no salário, informou o órgão.

Agências do INSS foram reabertas para atendimento presencial na última segunda-feira, 14. Entretanto, os médicos peritos decidiram não retomar as atividades por considerar que não havia segurança para o trabalho devido à pandemia de covid-19 e todas as perícias médicas agendadas foram suspensas até a adequação das agências.

Hoje, o INSS informou que, após inspeções realizadas nesta semana, foi concluído que das 169 agências que possuem serviço de perícia médica, 111 já estão aptas a atender o público. Segundo o órgão, o agendamento estará disponível em breve pelo portal Meu INSS.

De acordo com o instituto, as inspeções seguiram o protocolo estabelecido em conjunto com o Ministério da Saúde e foram realizadas por servidores do INSS, “que têm fé pública e competência para fazer as vistorias, não existindo, neste caso, exclusividade ou competência legal para que sejam feitas por servidores da Perícia Médica Federal”.

“As coordenações regionais da Perícia Médica Federal foram notificadas a indicarem representantes para acompanhamento nas inspeções, que não compareceram a nenhuma delas. Os peritos são servidores públicos e têm acesso para verificar pessoalmente as agências em que estão lotados a qualquer tempo”, acrescentou o INSS.

Segundo o INSS, foi verificado que as agências e salas de perícia cumprem os protocolos sanitários estabelecidos pelo Ministério da Saúde, a fim de garantir a segurança de servidores e cidadãos com relação à pandemia da Covid-19.

“Os peritos médicos federais já foram informados a respeito da liberação dos consultórios e também sobre a reabertura das agendas para marcação das perícias. Caso algum perito apto ao trabalho presencial não compareça para o serviço sem justificativa, terá registro de falta não justificada. A falta não justificada implica em desconto da remuneração e pode resultar em processo administrativo disciplinar, se caracterizada a inassiduidade”, destacou o INSS.

Repórter Ceará – Agência Brasil

Dinheiro para quem precisa: Governo já desembolsou R$ 197 bilhões em auxílio emergencial



O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse nesta quinta-feira (17) que já foram transferidos R$ 197 bilhões em auxílio emergencial para 67,2 milhões de beneficiários do programa em todo o Brasil. Segundo ele, cerca de 45% dessas pessoas vivem nas regiões Norte e Nordeste do país.

“Desses R$ 197 bilhões, R$ 68 bilhões foram para o Nordeste e R$ 21 bilhões para a Região Norte”, destacou, durante live semanal do presidente Jair Bolsonaro transmitida pelas redes sociais. Guimarães também lembrou que as primeiras cinco parcelas do auxílio emergencial, no valor de R$ 600, foram pagas a 45 milhões de pessoas e que integrantes do Bolsa Família já começaram a receber a sexta parcela, num valor menor, de R$ 300, que corresponde ao auxílio residual.

Decreto do presidente publicado esta semana no Diário Oficial da União detalha as regras para a concessão do auxílio residual. As parcelas serão pagas apenas a quem já têm o auxílio emergencial, ou seja, trabalhadores que não são beneficiários do programa não poderão solicitar o auxílio residual.

Instituído em abril para conter os efeitos da pandemia sobre a população mais pobre e os trabalhadores informais, o auxílio emergencial começou a ser pago com parcelas mensais de R$ 600 a R$ 1.200 (no caso das mães chefes de família) a cada beneficiário. Inicialmente projetado para durar três meses, o benefício foi estendido para um total de cinco parcelas. A partir de hoje, o auxílio residual passa a ser pago em até quatro parcelas mensais.
Volta às aulas

Ainda durante a live, Bolsonaro voltou a defender o retorno das aulas presenciais no país e disse que já acionou o ministro da Educação para tratar do assunto.

"Hoje, até mandei mensagem para o ministro Milton [Ribeiro], da Educação, para que se volte as aulas no Brasil, afirmou."

Governador Camilo Santana empossa coronel Márcio Oliveira como novo comandante geral da PMCE



Em cerimônia realizada no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Ceará (PMCE), em Fortaleza, o governador Camilo Santana empossou o coronel PMCE Márcio Oliveira como novo comandante geral da instituição. O oficial, que é fundador do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), sucede o coronel PMCE Alexandre Ávila, que estava à frente da tropa desde janeiro de 2019. A vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, e o secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron, compareceram ao ato realizado na tarde desta quinta-feira (17).

O anúncio do novo comandante ocorreu no dia 11 de setembro, um dia após o governador Camilo Santana empossar Sandro Caron como novo gestor da pasta da Segurança Pública. Visando respeitar todas as normas sanitárias previstas nos decretos estaduais de combate ao novo coronavírus (Covid-19), a troca de comando da PMCE ocorreu de forma restrita, com transmissão ao vivo por meio pelas redes sociais da instituição e do governador.



“Queria cumprimentar o coronel comandante geral, Márcio Oliveira, que agora assume o seu posto. Eu tive a oportunidade de promovê-lo três vezes. Eu o promovi enquanto governador a tenente-coronel, depois a coronel e agora estou tendo a honra de promovê-lo a coronel comandante da Polícia Militar do Ceará. O coronel Márcio conquistou a minha admiração pelo seu exemplo que arrasta, que contagia as pessoas, e eu não tenho dúvida, Márcio, que você cumprirá uma grande missão. Uma missão desafiadora, mas que você cumprirá com êxito, que é comandar a gloriosa Polícia Militar do Ceará”, elogiou Camilo Santana, em sua fala.

O chefe do Executivo Estadual aproveitou para falar sobre a sua dedicação a todas as questões pertinentes à Segurança Pública do Ceará. “Eu estou há pouco mais de cinco anos e oito meses à frente do Estado do Ceará, que com muita honra, tenho procurado cumprir com a minha missão dada pela maioria do povo cearense. E sempre olhando com olhar prioritário sobre a questão da Segurança Pública. Até porque um gestor precisa sempre estar antenado com os anseios e clamor sempre da sociedade e dos desafios para enfrentar a violência e garantir mais tranquilidade, não só no Ceará, mas em todo o País. E é o que eu tenho procurado fazer ao longo de todos esses anos, tanto no meu primeiro quanto no segundo mandato”, pontuou.



O secretário da SSPDS, Sandro Caron, falou sobre o papel exercido até aqui pelo coronel Márcio Oliveira e que foi determinante para escolhê-lo ao novo cargo. “Eu gostaria de iniciar parabenizando o coronel Alexandre por toda a dedicação, todo o empenho e pelos bons resultados que obteve enquanto comandante da Polícia Militar do Ceará. Sempre dizemos que a palavra convence, mas o exemplo arrasta. O coronel Márcio foi convidado para o cargo de comandante geral da Polícia Militar do Ceará pelo exemplo que deu de dedicação e amor à Polícia Militar, pelo exemplo que sempre deu de dedicação à sociedade cearense e pelo exemplo que sempre deu de valorização dos nossos policiais militares”, ressaltou Caron.

Novo comandante da PM do Ceará

Bacharel em Direito pela Universidade Cruzeiro do Sul e em Segurança Pública pela Academia General Facó, o coronel Márcio Oliveira está na Polícia Militar do Ceará desde 1992 e ascendeu ao posto de coronel em janeiro de 2018. O oficial é fundador do CPRaio, o maior comando especializado de motopatrulhamento do Brasil, e já atuou em unidades do Policiamento Ostensivo Geral (POG), como o 5º Batalhão, e no Comando de Policiamento de Choque (CPChoque). O novo comandante geral tem especializações em Políticas Públicas e Perícia Criminal.



“Esse momento tão marcante de minha trajetória profissional, agradeço a Deus pelo dom da vida e por ter guiado meus passos ao longo desses mais de 28 anos de dedicação ao serviço policial militar. Ao senhor governador, Camilo Santana, pela confiança em mim depositada, e por tudo o que tem em prol da Segurança Pública do nosso Estado desde 2015, especialmente pela Polícia Militar do Ceará. Ao senhor secretário, Sandro Caron, por me confiar a missão que agora assumo solenemente, imbuído do firme propósito de fazer tudo aquilo que estiver ao meu alcance para corresponder a suas expectativas. Esteja certo, senhor secretário, que o exercício do cargo de comandante geral da Polícia Militar do Ceará é um desafio complexo que enfrentarei com tenacidade, lealdade, zelo, compromisso, e acima de tudo, amor à causa policial militar, visando ao fiel cumprimento das atribuições constitucionais de nossa valorosa corporação”, disse.

Em sua fala, coronel Alexandre Ávila agradeceu aos seus subcomandantes e aos chefes de todos os comandados e batalhões que integram a Polícia Militar do Ceará, além dos avanços alcançados pela corporação durante a sua gestão.



“Nada seria concretizado sem o apoio irrestrito do senhor governador do Estado, Camilo Sobreira de Santana, e do então secretário André Costa, que sempre com visões inovadoras e grande empreendedorismo, deram aval e autonomia de gestão necessária imprescindíveis ao crescimento de nossa instituição. Tenho a sensação de dever cumprido e que ofereci à sociedade cearense o meu melhor. Agradeço ainda a minha família que sempre entendeu com resiliência a minha ausência e meu sacrifício diário em prol da proteção das pessoas, a todos os policiais militares, homens e mulheres que todos os dias saem às ruas para proteger as pessoas. Me despeço com sentimento de gratidão. Aproveito para desejar boa sorte ao coronel Francisco Márcio de Oliveira, oficial preparado e ao lado de quem enfrentei grandes combates. Que tenha sabedoria para conduzir sua mais nobre e última missão na corporação”, destacou.

Por: SSPDS.

Editais e Publicações - www.tribunaiguatu.com




quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Cerca de 6 milhões não receberão todas as novas parcelas do auxílio emergencial



Em meio a pandemia do novo coronavírus, a concessão do auxílio emergencial veio como ajuda fundamental para milhares de cearenses que viram sua renda ter uma queda drástica ou até deixar de existir. O benefício teve seu pagamento estendido até o mês de dezembro, mas com valor reduzido, porém a prorrogação não atingirá a todos e fará com que até 6 milhões dos atuais beneficiários não recebam integralmente a segunda rodada do benefício.

De acordo com as novas regras estabelecidas na medida provisória que prorrogou o auxílio emergencial, a ajuda será paga até o fim desde ano, sendo assim, só receberão as 4 novas parcelas os beneficiários que tiveram a 5ª e última parcela de R$ 600 creditada até o mês de agosto. Não haverá, portanto, dispêndios referentes a este ano em 2021.

A primeira parcela do auxílio foi paga em abril e a última, em agosto. Mas nem todos os beneficiários receberam em dia. Na primeira fase, o auxílio emergencial não tinha “prazo de validade” e, por este motivo, muitos beneficiários ainda recebem parcelas em atraso.

Por: Ceará Agora.

Alta no preço do arroz anima produtores e impulsiona plantio nas várzeas de Iguatu


Legenda: A área de cultivo de arroz irrigado no segundo semestre do próximo ano pode dobrar em relação ao período atual, saindo de 1.500 hectares para três mil.
Foto: Honório Barbosa

Enquanto muitos lamentam e ainda tentam processar o choque inicial causado pelo recente aumento no preço do arroz, alguns comemoram a alta do grão. Produtores das várzeas do Rio Jaguaribe, do Açude Orós e de lagoas em áreas rurais de Iguatu, na região Centro-Sul cearense, se animaram com a alta e já retomaram o plantio que, até então, estava reduzido. O Município é um dos principais produtores do grão no Ceará.

Na primeira quinzena deste mês, o preço de venda do quilo do cereal para os agricultores passou de R$ 1,40 para R$ 2. O cenário se mostra favorável aos produtores.

“Vamos ter um aumento de 5% das áreas de cultivo de arroz irrigado a partir deste mês e só não será maior porque já está um pouco tarde e os poços estão com pouca água”, observou o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Iguatu, Evanilson Saraiva.

Os agricultores de base familiar e os médios e grandes produtores estão de olho na safra de sequeiro de 2021. Se o quadro favorável se mantiver, a área de cultivo de arroz irrigado no segundo semestre do próximo ano deve dobrar em relação ao período atual, saindo de 1.500 hectares para três mil hectares.
Perspectiva

Ampliar a produção de arroz não depende apenas da majoração do preço, mas de boas chuvas que garantam recargar aos reservatórios. “Se o Açude Orós chegar a 70% no próximo ano, teremos uma área de mais de três mil hectares só no entorno do reservatório”, prevê o secretário de Agricultura de Iguatu, Venâncio Vieira.

“A manutenção do quadro atual é muito favorável ao setor”.

O produtor Wilton Bezerra se manteve na atividade mesmo enfrentando dificuldades advindas do elevado custo de produção. “A primeira safra, de sequeiro, que colhi em julho, não peguei esse aumento de preço”, contou. “Vendi a saca de 60 quilos, em casa, por R$ 84, mas hoje está por R$ 120”. Na próxima safra, no entanto, o produtor já se beneficiará.



Legenda: Produtores dizem ser diretamente beneficiados com a alta do preço do arroz
Foto: Honório Barbosa

Bezerra tem área de plantio em várzeas do rio Jaguaribe na localidade de Fomento, em Iguatu, e no município de Russas, totalizando 90 hectares. No início de outubro, deve colher 10 hectares. A produção estimada é de 65 mil quilos. Em dezembro, está prevista outra safra em uma área de oito hectares. “Para essas duas colheitas, já vou pegar um preço melhor”, comentou.

“Tomara que para o próximo ano, o preço se mantenha, favorecendo nós produtores que tivemos tantos anos difíceis com a estiagem”.

Quem insistiu e plantou arroz irrigado nas várzeas do rio Jaguaribe se beneficiou. “Melhorou muito e estamos mais animados, mas esse preço tem de se manter até dezembro quando a gente vai colher os grãos na roça”, disse o produtor Marcos Araújo.
Comercialização

Na feira livre de Iguatu, o arroz desapareceu desde a semana passada. “Está difícil, não temos ainda safra da região e o preço foi lá pra cima”, disse o feirante Paulo Juvêncio. “Por enquanto só temos feijão e farinha”.

Nos mercantis e mercadinhos, o quilo do arroz varia entre R$ 4,60 e R$ 5,10. O pacote de cinco quilos é vendido por R$ 23,99, o de melhor qualidade. “No começo do mês comprava cinco quilos por 16 reais”, reclamou o vendedor lojista, José Pereira. “E não é só o arroz, outros produtos também estão subindo”.

As indústrias locais de beneficiamento de arroz também alegam dificuldades para compra do produto que tem origem em Tocantins. “Em agosto, a saca de 60 quilos custava R$ 107, mas hoje foi para R$ 135 e já falam em R$ 150”, lamenta Edvan Paulino, gerente de uma unidade de beneficiamento do grão.

“Por enquanto, não compramos e nossos estoques estão no limite, suficientes para um mês”.

Por: Diário do Nordeste.

Governo do Ceará entrega as duas últimas estações do VLT; serviço tem horário ampliado e continua em operação assistida



Com a inauguração das estações Iate e Mucuripe, o VLT passa a funcionar integralmente em seus 13,2 km de extensão, cruzando 22 bairros de Fortaleza e com dez estações disponíveis, das 5h30 às 22h46

As duas últimas estações (Iate e Mucuripe) do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) Parangaba-Mucuripe foram entregues pelo Governo do Ceará na manhã desta quarta-feira (16). A partir de amanhã (17), o modal passa funcionar integralmente em seus 13,2 km de extensão e dez estações. Os trens cruzam a cidade em apenas 36 minutos, passando por 22 bairros. A viagem inaugural às duas novas plataformas contou com a presença do governador Camilo Santana, da vice-governadora Izolda Cela, do secretário da Infraestrutura do Ceará, Lucio Gomes, do presidente do Metrofor, Fernando Oliveira, e do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

Antes da inauguração dessas duas estações, o VLT já registrou uma média de 240 mil passageiros por mês. O governador destacou o ganho para a mobilidade na Capital e Região Metropolitana, através da integração com o Metrô de Fortaleza. “São 36 minutos da estação Iate até a Parangaba. Lá, é conectada à Linha Sul do Metrô e a ideia é integrar cada vez mais os sistemas do transporte público da capital cearense. É um sistema de transporte público urbano mais confortável, rápido, ágil e integrado”, disse.



As dez estações do VLT são: Parangaba, Montese, Vila União, Borges de Melo, São João do Tauape, Pontes Vieira, Antônio Sales, Papicu, Mucuripe e Iate.

Outra boa notícia anunciada por Camilo Santana é sobre o horário de funcionamento do serviço. “Vamos estender o horário. Vai ser de 5h30 até as 22h46, durante todo o dia, de segunda a sábado, e vai continuar funcionando gratuitamente de forma assistida à população até a gente poder fazer os ajustes finais para a operação comercial. É um equipamento que vai contribuir muito para a população de Fortaleza”, comentou.

Para o prefeito Roberto Cláudio, o ganho diário para a população é imenso com os investimentos que vêm sendo feitos em Fortaleza nas áreas de mobilidade urbana e transporte público. “É um avanço para Fortaleza, fazendo com que o cidadão possa economizar tempo e dinheiro. Isso é conforto para a vida do dia a dia da cidade. É importante destacar a integração do plano de mobilidade urbana. O Governo do Estado fazendo investimentos nas linhas ferroviárias com o metrô linhas Oeste e Sul, e o VLT funcionando agora integralmente. O Metrô Linha Leste em obra, expandindo cada vez mais. E a Prefeitura, por outro lado, trabalhando os BRTs, túneis, viadutos e o trânsito da cidade. Essa integração está trazendo benefícios inovadores que cidades mundo à fora utilizam e chegaram definitivamente à Fortaleza” ressaltou o gestor municipal.
Agilidade e economia



Antes mesmo de estar com suas 10 estações em operação, o VLT já vinha gerando benefícios e comodidade à população. Mônica Perote é moradora do bairro Papicu, em Fortaleza, e trabalha no Centro de Maracanaú. De segunda-feira a sábado ela diz ser usuária do serviço para trabalhar e não se arrepende de ter abandonado o carro pelo transporte público. “A experiência é muito boa e economizo bastante tempo. Como é muito distante, pego daqui (Estação do Papicu) para a Parangaba e de lá para o Maracanaú, através da integração com o Metrô”, relatou a cidadã, que antes demorava cerca de duas horas para chegar de carro ao emprego e hoje leva apenas 45 minutos.

O esposo de Mônica, Mardes Silva, também comemorou a inauguração das últimas duas estações. Além da serventia para o trabalho da esposa, a ampliação do itinerário vai ser útil também para outros momentos da família. “A gente, que mora nessa região do Papicu e tem acesso ao VLT, não precisa mais pegar o carro para ir à Beira Mar. A gente mora a apenas dois quarteirões da estação. Dá para vir até andando”, disse.

Por: Governo do Estado do Ceará.

Juazeiro do Norte lidera índice de infecções por Covid-19 no Brasil


O Brasil está em constante desaceleração no registro de novos casos de coronavírus. Conforme pesquisa do EPICOVID19-BR, estudos entre 27 e 30 de agosto na quarta fase da análise registraram que o maior percentual de infecções atualmente encontram-se nas regiões Norte e Nordeste do país. Apesar da diminuição do ritmo, a pesquisa demonstrou que Juazeiro do Norte figura em primeiro lugar na lista de cidades brasileiras que tem maior incidência de pacientes infectados por Covid-19 atualmente.

A pesquisa, divulgada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), confirmou que na quarta fase da EPICOVID19 houve interiorização da pandemia no Brasil. No perfil das cidades mais afetadas, há prevalência das cidades cearenses de Juazeiro do Norte (8%) e Sobral (7,2%), além de Quixadá (5,2%) Iguatu (4%), que figura em 11º lugar na lista. No Top 10 ainda estão os municípios de Santarém (PA), Altamira (PA), Lábrea (AM), Cruzeiro do Sul (AC), Breves (PA), Imperatriz (MA) e Itabuna (BA).
Incidência de Covid-19 no BrasilPorcent…02468Juazeiro do NorteSobralSantaremQuixadaLabreaCruzeiro do SulBrevesImperatrizItabunaIguatuCrateusFortaleza
YearPorcentagem(%)
Juazeiro do Norte8
Sobral7,2
Santarem6,4
Quixada5,2
Labrea4,8
Cruzeiro do Sul4,4
Breves4,4
Imperatriz4,4
Itabuna4,4
Iguatu4
Crateus3,6
Fortaleza3,6
O mapeamento é feito em 113 cidades brasileiras, sendo coordenada pelo Centro de Pesquisas Epidemiologócas da Universidade Federal de Pelotas (RS), com coleta de dados feita pelo Ibope Inteligência. As diferenças entre regiões do Brasil seguiram marcantes na quarta fase, como já havia sido observado nas fases anteriores. O maior percentual de infecção foi observado na Região Norte (2,4%) e no Nordeste (1,9%). No Sul, Centro-Oeste e Sudeste, o percentual de infecção ficou em 0,5%. A lista completa dos municípios de maior incidência está disponível no site do EPICOVID19-BR.

Juazeiro do Norte atualmente registra, segundo boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde desta quinta-feira (16), 14.931 casos de Covid-19, sendo 29 hospitalizados, 723 em isolamento domiciliar, 13.903 que já estão recuperados, e 276 óbitos. Sobral registra 11.514, com 308 óbitos, Crateús com 3.870 pacientes infectados, sendo 69 óbitos, Quixadá com 3.584 casos e 77 óbitos, bem como Iguatu com 2.954 pacientes com coronavírus, sendo que 76 destes vieram a óbito.

Fortaleza permanece com o maior número de registros desde o início da pandemia no Ceará, com 48.036 casos de Covid-19, e 3.833 óbitos contabilizados, segundo o IntegraSUS.

Mudanças

Ainda segundo a pesquisa, houve mudança no padrão etário dos infectados entre junho e agosto. Agora, a pandemia cresceu mais nas crianças e nos idosos e caiu entre adultos, que inicialmente eram mais afetados. As altas prevalências em crianças brasileiras difere do que tem sido relatado em outras regiões do mundo, como a Europa e a China.

Também foi confirmada maior chance de infecção nos pretos e pardos, já identificada nas fases anteriores. Com a redução da pandemia na Região Norte, a prevalência entre indígenas registrou maior queda. Pessoas cujas famílias se encontram entre as 20% mais pobres da população, em todas as fases do estudo, apresentam prevalência mais de duas vezes superior à observada entre os 20% mais ricos.

Segundo eles, o encolhimento da pandemia é marcado pela redução da população que apresenta anticorpos. “Ao contrário do que se pensava no início, os anticorpos detectáveis pelo teste duram apenas algumas semanas. Isso vem acontecendo em diversos países, com distintos tipos de testes de anticorpos, e não somente com testes rápidos como o utilizado no Epicovi-19”, ressaltam.

Por: Badalo.

Laudo do rompimento em tubulação na barragem de Jati deve ser entregue até o fim do mês


O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) espera entregar até o fim do mês de setembro o laudo sobre o acidente em uma tubulação na Barragem de Jati, no Sul do Ceará. A perícia, iniciada no dia 1° de setembro, foi concluída na última segunda-feira (14) por cinco técnicos contratados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), órgão ligado ao MDR.

Segundo o Ministério, a equipe analisou, além da estrutura, a documentação fornecida pelas empresas envolvidas no empreendimento. A Defesa Civil Nacional, da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), e do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Ceará (Crea-CE) também estiveram no reservatório para avaliar o ocorrido.

A barragem, adiciona o MDR, não oferece riscos à população e está estável. Na época do vazamento, 2 mil pessoas foram evacuadas do local.

Agora, técnicos e engenheiros ligados à obra trabalham em alternativas para encaminhar a água represada no reservatório para a Reservatório Atalho, localizada no município de Brejo Santo. Ambos os reservatórios fazem parte do Eixo Norte do Projeto de Transposição do Rio São Francisco.

Reparo

No dia 21 de agosto, a tubulação de um reservatório localizado no município de Jati, no Ceará, rompeu após a abertura de uma comporta da barragem. Segundo o secretário de Recursos Hídricos do Ceará, Francisco Teixeira, o jato d’água causa uma erosão na área que “aparentemente” não está afetando a contenção da água.

“O que ocorreu é que a tomada d’água apresentou um vazamento, houve um rompimento. Esse jato d’água todinho é devido à pressão. A preocupação é que esse jato está sendo jogado na ombreira da barragem e tem o processo erosivo, que aparentemente não afeta a barragem.”

A recuperação do talude da barragem de Jati, no Ceará, foi concluída no último dia 31. O incidente causou a remoção de 2 mil pessoas de áreas sob risco o reservatório. A situação causou tumulto e, no dia seguinte ao episódio, uma comitiva com o próprio Rogério Marinho e o governador Camilo Santana (PT) visitou a cidade. As famílias retornaram após 72 horas do rompimento do conduto.

Ao todo, foram aproximadamente 100 máquinas e cerca de 200 trabalhadores envolvidos nas intervenções, que se revezaram em três turnos para cumprir o prazo.

Assistência

Cerca de 2 mil famílias foram evacuados dos entornos da barragem à época do acidente. A União autorizou o repasse de R$ 100,6 mil para assistência às famílias. A medida foi realizada por procedimento sumário – quando a ocorrência, pública e notória, é considerada de grande intensidade.

Nestes casos, para agilizar o atendimento à população, a Defesa Civil Nacional antecipa os trâmites e publica a decisão antes mesmo que as solicitações do município ou do estado sejam oficializadas.

Fonte: G1

Covid-19: Ceará passa dos 710 casos em indígenas e número de novos registros volta a crescer



O Ceará chegou a marca de 718 casos confirmados da Covid-19 entre os povos indígenas, segundo o último boletim da Federação dos Povos e Organizações Indígenas do Ceará (Fepoince), divulgado nesta semana. Segundo o informe, sete indígenas já perderam a vida após a infecção, que já chegou em 17 dos 19 municípios cearenses com territórios indígenas. Felizmente, 638 pessoas se recuperaram.

O Estado apresentou tendência de queda no número de novos casos na primeira semana de setembro, mas voltou a ter um aumento na curva. Entre os dias 24 a 31 de agosto, foram 35 novos casos. Já entre 1º e 8 de setembro, o número caiu para 24 - redução de 31%. No intervalo entre os últimos dias 9 a 16, no entanto, foram 46 novos casos, um aumento de 91% em relação ao intervalo anterior.

Boletim atualizado:

Segundo a Fepoince, o aumento se deu, principalmente, por conta do avanço da doença nos territórios dos municípios de Crateús e Monsenhor Tabosa, na macrorregião do Sertão dos Crateús. Em Crateús, houve um aumento de 16 (20%) casos confirmados da doença no intervalo - de 79 para 95. Já no segundo município o salto foi de 66% - de 27 para 45, no último levantamento.

Municípios com mais casos entre indígenas:
Itarema: 198
Caucaia: 156
Crateús: 95
Maracanaú: 70
Monsenhor Tabosa: 45
Redução

Por outro lado, os territórios do povo Tremembé, no Litoral Norte, que vinham registrando aumentos significativos, principalmente na primeira quinzena de agosto, tiveram uma redução no avanço da doença. Em Acaraú, por exemplo, não há registros de novos casos entre indígenas desde 18 de agosto. Em Itarema, município com maior incidência na população tradicional, houve apenas um novo caso na última semana.

No levantamento, a Fepoince considera casos em indígenas que não estão contemplados pelo Subsistema de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas, da Secretaria Especial da Saúde Indígena (Sesai). Neste caso, estão comunidades que vivem em áreas sem providências de processo demarcatório, como dos povos Karão-Jaguaribara, nos limites de Canindé e Aratuba; e Kariri, na localidade de Poço Dantas, no Crato.

Os dados levam em consideração os indicadores da Secretaria da Saúde (Sesa) do Ceará, das secretarias municipais e de pesquisa realizada pelas organizações indígenas do Ceará.

Sesai

Conforme boletim da Sesai, 632 indígenas já foram infectados pelo novo coronavírus no Ceará durante a pandemia - 54 atualmente. O número difere dos apresentados pela Fepoince pela metodologias adotadas. Segundo a Pasta, cinco indígenas foram vitimados pela doença no Estado, três a menos em comparação aos registros da Fepoince. Além disso, o Ceará tem 48 casos suspeitos da infecção.


Por: Diário do Nordeste.

Suspeito de tentativa de latrocínio em Sobral é preso pela Polícia Civil


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) da Delegacia Regional de Sobral, prendeu Francisco Geovani Oliveira da Silva (19). O homem foi capturado em flagrante após uma tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrida na manhã dessa terça-feira (15), no município de Sobral, na Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14). Além da situação flagrancial, contra ele havia também um mandado de prisão preventiva em aberto. Ele é suspeito de ser o autor de um homicídio ocorrido em novembro de 2019.

Após tomar conhecimento da tentativa de latrocínio ocorrida no bairro Renato Parente, em Sobral, unidades do NHPP iniciaram diligências para localizar e prender o suspeito do crime. Como resultado das investigações, a Polícia Civil chegou ao nome de Francisco Geovani Oliveira da Silva (19), como sendo um dos envolvidos no fato. Ele teria efetuado disparos contra o condutor de uma motocicleta durante o delito. O suspeito em questão estava foragido por um homicídio cometido em novembro de 2019, que vitimou Luis Alysson Matos Sampaio (23).

Em posse das informações, os agentes seguiram com as diligências e localizaram Geovani em sua residência, no Residencial Caiçara. Ao ser indagado sobre a tentativa de latrocínio, ele confessou a autoria. Os policiais civis conduziram o homem à Delegacia Regional de Sobral, onde o flagrante foi realizado e o mandado de prisão preventiva por homicídio foi cumprido. Ainda durante o procedimento na delegacia, outra vítima de Francisco Geovani compareceu à unidade e o reconheceu como sendo o autor de um roubo que aconteceu no dia anterior. A vítima teve um aparelho celular restituído.
Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o número (88) 3677-4711, da Delegacia Regional de Sobral. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Por: SSPDS.

Hospitais do SUS se mobilizam para aumentar segurança com pacientes


Típicas de doenças que geram condições incapacitantes ou limitantes, as chamadas escaras de decúbito ou úlceras de pressão, são lesões comuns em pessoas que não conseguem se movimentar por um longo período de tempo. De estágios iniciais de vermelhidão até bolhas e feridas profundas - que podem necrosar a pele ou os músculos -, as escaras são uma preocupação constante de profissionais de saúde que supervisionam pacientes imóveis, tanto em casa quanto em hospitais.

Para trazer visibilidade ao tema e aos cuidados gerais de higiene necessários para profissionais de saúde, o hospital filantrópico Moinhos de Vento, localizado em Porto Alegre (RS), lançou o projeto Paciente Seguro. A iniciativa foi criada com intermédio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS) e visa mobilizar trabalhadores da área de todo o Brasil com atividades educativas e capacitação, em uma espécie de maratona de higiene e cuidados. As escaras foram tema de um dos quizzes realizado pela campanha, que contabiliza 119 atividades com mais de 13 mil profissionais desde a inauguração, em 2018.

“Não esperávamos uma resposta tão positiva. As atividades geraram grande motivação das equipes dos hospitais”, informa Daniela Santos, líder do projeto Paciente Seguro. Segundo Daniela, a iniciativa traz leveza e descontração para o tema, que é especialmente difícil no contexto da pandemia de covid-19.
Mãos higienizadas

Segundo dados da campanha, o projeto conseguiu reduzir em 57% a incidência de escaras em pacientes dos hospitais participantes. A conscientização sobre a higiene constante das mãos também cresceu 55%.

Os webinars semanais da iniciativa também já abordaram outros temas, como Cuidar de Quem Cuida, Farmácia e Trabalho em Equipe, além de lesões por pressão. Trabalhadores e funcionários de saúde dos 52 hospitais participantes têm acesso a 14 aulas presenciais, 72 vídeos educativos, 102 ferramentas de apoio à qualidade e 13 jogos que abordam as metas de segurança.
Impacto

Os números do projeto mostram que, de janeiro de 2018 a julho de 2020, a campanha Paciente Seguro evitou 6.400 episódios de infecções relacionadas à assistência de saúde, o que gerou economia de R$ 291 milhões ao Sistema Único de Saúde (SUS). Infecções relacionadas a cateteres venosos caíram 51% e infecções urinárias caíram 68%. O número de pneumonias nos hospitais participantes também foi reduzido significativamente, em cerca de 60%.

O projeto tem duração prevista até 19 de novembro, quando será encerrado em um seminário internacional sobre o tema. Até lá, os organizadores planejam lançar 2 cursos de ensino à distância, de 8 horas de duração cada, para habilitar profissionais em atenção primária.

Por: Agência Brasil.

CPRaio da PMCE prende três suspeitos e apreende quase 5kg de maconha em Russas



Equipes do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), da Polícia Militar do Ceará (PMCE), realizaram a prisão em flagrante de três pessoas por envolvimento com o tráfico de drogas. O caso aconteceu na terça-feira (15), na Rua Ocion Lopes da Silveira, no bairro Várzea Alegre, em Russas, na Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18) do Estado. Em torno de cinco quilos de maconha foram apreendidos.

A composição patrulhava pela cidade quando avistou uma mulher em atitude suspeita em uma motocicleta. Os PMs realizaram a abordagem, e durante revista ao veículo, foi encontrado, embaixo do banco, quase um quilo de maconha. Vitória Bento de Oliveira (21), com passagens por tráfico de drogas, foi indagada sobre o material localizado em sua moto. Ela afirmou aos policiais que era a proprietária. Com isso, a suspeita recebeu voz de prisão e foi conduzida até a delegacia de Polícia Civil.

Após diligências visando identificar a origem do material, os PMs seguiram até um imóvel no mesmo bairro. Chegando ao local, o proprietário autorizou a entrada dos policiais que realizaram buscas no interior da residência, onde encontraram aproximadamente quatro quilos de maconha, além de uma balança de precisão e dois aparelhos celulares. Ronald Maia de Oliveira (18) e Bianca Raiani Barbosa de Oliveira (19), ambos sem antecedentes criminais, assumiram a propriedade do material ilícito e também receberam voz de prisão.

Diante dos fatos, os três suspeitos foram autuados por tráfico de drogas na Delegacia Regional de Russas. O caso será investigado com o intuito de identificar outros envolvidos com a atividade ilícita na região.
Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3411-8567, da Delegacia Regional de Russas. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Por: SSPDS.

Polícia Civil cumpre 16 mandados de prisão por crimes como homicídios, tráfico e roubos em Fortaleza



Ainda durante a Operação Fygás, os policiais civis cumpriram seis mandados de prisão em unidades do sistema prisional

Um total de 16 mandados de prisão cumpridos e duas pessoas presas em flagrante. Esse foi o balanço da operação “Fygás”, que significa foragido em grego. A ofensiva ocorrida durante todo o dia dessa terça-feira (15) foi coordenada pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (DPJC), com equipes da Dissuasão Focada e dos 25 Distritos Policiais.

As informações sobre a ação foram divulgadas em coletiva de imprensa realizada na sede da Delegacia Geral, no Centro da Capital, nesta quarta-feira (16), com a presença do delegado geral da PCCE, Marcus Rattacaso; e o diretor do DPJC, Danilo Rafanele. “Essa operação teve como missão e objetivo precípuo o cumprimento de mandados de prisão, a checagem de denúncias que nos chegam através do Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social e também, o que é mais importante, o levantamento de informações que possibilitem novas operações”, iniciou o delegado geral, Marcus Rattacaso.

As decisões judiciais cumpridas pelos investigadores consistem em representações feitas pela Polícia Civil junto ao Poder Judiciário por crimes como homicídios consumados e tentados, tráfico de drogas, roubo, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, integrar grupo criminoso, corrupção de menor, estupro e estupro de vulnerável. Todos oriundos de decisões definitivas e de prisão preventiva. Do total, 10 mandados foram cumpridos em campo e seis foram cumpridos dentro de unidades do sistema prisional, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Durante as diligências, duas pessoas foram presas em flagrante nos bairros Granja Portugal e Jangurussu (AIS 2 e 3, respectivamente). A soma dos dois materiais totalizou pouco mais de 1,6 quilos de maconha, 25 papelotes de cocaína, duas pedras de crack, uma balança de precisão, celulares, dinheiro e materiais utilizados para embalar entorpecentes.



“Na data de ontem, iniciamos às 8 horas da manhã. E essa operação especificamente possui uma peculiaridade que ela perdura ao longo de todo o dia, justamente por esse viés de busca de informações que fazemos concomitantemente ao cumprimento dos mandados. Separamos situações específicas, dentre essas, nós buscamos intensificar o levantamento de indícios que subsidiarão as demais ações”, explica o diretor do DPJC, Danilo Rafanele.



A “Fygás” integra a gama de operações realizadas pelo DPJC da Polícia Civil do Estado do Ceará, que tem como foco as 10 Áreas Integradas de Segurança de Fortaleza. A soma de presos na operação de hoje e em outras três deflagradas anteriormente já contabiliza mais de 100 pessoas presas.

Por: SSPDS.

Três homens são presos com fuzil, munições e coletes balísticos dentro de um táxi em Itaitinga, no Ceará


Um motorista de táxi e outros dois homens foram presos na noite desta quarta-feira (16), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. Junto com o trio, ainda foram apreendidos um fuzil, munições e dois coletes balísticos.

Os presos informaram que um quarto homem envolvido na ação fugiu com uma pistola. Todos os quatro são moradores do Conjunto Palmeiras, em Fortaleza, e foram a Itaitinga matar um rival, mas chegando no local, não encontraram a possível vítima.

Uma equipe da Polícia Militar do Ceará (PMCE) perseguiu o veículo após denúncias que o grupo efetuou disparos para cima. A população se assustou com os tiros e acionou as autoridades. Uma das portas do carro onde eles se encontravam estava danificada com dois buracos feitos a bala, supostamente feitos pelo próprio trio.

O motorista do táxi estava à espera dos três homens para ajudar na fuga do local. Ele foi identificado como André Alexandre Soares, de 38 anos, que já responde por roubo de carga.

A perseguição seguiu até o quilômetro 26 da BR-116, na RMF, próximo às Casas de Privação Provisória de Liberdade (CPPLs). O trio e o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia Metropolitana de Eusébio.

O G1 aguarda um posicionamento da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS).

Por: G1-CE.

Acidente de moto com vítima fatal em Acopiara


Informo a Vossa Senhoria que hoje, 16.09.2020, por volta das 09h00min a Polícia Militar de Acopiara tomou conhecimento via 190 sobre um acidente de trânsito ocorrido na CE 371, Vila Esperança, próximo ao açude do Estado.

A VTR 10331 se deslocou ao local do ocorrido, onde o SAMU já se encontrava no local e já tinha atestado o óbito.

Segundo informações repassadas aos policiais, a vítima fazia uma curva, perdeu o controle da moto que conduzia:

Vindo a bater no guard rail da pista, sendo jogado na ribanceira, onde veio a óbito. Informo que a moto foi recolhida e conduzida ao pátio do Demutran deste município. Informo ainda que o rabecão fez a remoção do corpo ao IML de Iguatu.

Por: Quartel do 10º BPM, Iguatu – CE.

Foto: Divulgação.

Perícia médica do INSS será retomada em 151 agências nesta quinta, mas nenhuma unidade do Ceará terá o serviço


O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Rolim, informou nesta quarta-feira (16) que as perícias médicas serão retomadas em 151 agências a partir desta quinta-feira (17). O serviço de perícia, que deveria ter recomeçado no início da semana, acabou suspenso para que se realizassem novas inspeções sanitárias nas agências.

No Ceará, o serviço ainda não voltará a funcionar. De acordo com o INSS, as agências dos municípios cearenses ainda estão sendo equipadas para retomar o atendimento de perícias médicas.

Atualmente, a fila de requerimentos que dependem de um parecer do instituto é de 758 mil. Desde o início da semana as agências do INSS voltaram a atender presencialmente, mas por agendamento.

São 5 unidades funcionando na capital, uma na região metropolitana de Fortaleza, 15 agências na região de Sobral e todas da região de Juazeiro do Norte.

Por: Ceará Agora.

Nova parcela do auxílio emergencial de R$ 300 será paga nesta quinta



A nova parcela de R$ 300 do auxílio emergencial – R$ 600 para mães que chefiam a família – começará a ser paga no dia 17 de setembro e os beneficiários do Bolsa Família serão os primeiros contemplados com os pagamentos.

Vale lembrar que a ordem de recebimento segue o critério do final do Número de Identificação Social (NIS) e começa pelo último dígito do cartão. O restante do calendário de pagamentos para o público geral, inscrito no Cadastro Único ou no site da Caixa Econômica Federal, ainda não foi divulgado.

O calendário de pagamentos do auxílio emergencial para o Bolsa Família ficou assim:

Quinta-feira (17/09):

• 1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 1

Sexta-feira (18/09):

• 1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 2

Segunda-feira (21/09):

•1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 3

Terça-feira (22/09):

•1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 4

Quarta-feira (23/09):

•1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 5

Quinta-feira (24/09):

•1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 6

Sexta-feira (25/09):

•1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 7

Segunda-feira (28/09):

•1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 8

Terça-feira (29/09):

•1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 9

Quarta-feira (30/09):

•1,6 milhão de pessoas de 1,2 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 0

Por: Ceará Agora.

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Escola de Gastronomia Social oferta 240 vagas em cursos gratuitos on-line



As inscrições on-line podem ser realizadas nos dias 16 e 17 de setembro (quarta e quinta)

A Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB), instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM) realiza, de 16 e 17 de setembro, inscrições para quatro cursos on-line voltados para o empreendedorismo em gastronomia.

No total, são 240 vagas distribuídas nos cursos “Gestão de Pequenos Negócios em Gastronomia” (20h), “Boas Práticas na Manipulação de Alimentos pós pandemia” (12h), “Fichas Técnicas: Precificação e Custos” (20h) e “Postura Pessoal e Orientação Profissional” (15h). Todas as aulas serão on-line e os candidatos precisam ter disponibilidade e acesso à internet nos horários definidos para cada formação.

Damaris Barros, coordenadora pedagógica, destaca que as vagas serão disponibilizadas por ordem de inscrição enquanto as vagas estiverem disponíveis. “Nosso objetivo é contribuir para o desenvolvimento dos participantes em habilidades, conhecimentos, técnicas e práticas gastronômicas voltadas para o empreendedorismo”, diz.

“Os cursos on-line oferecem aos alunos a possibilidade de ter acesso a formações na área de gastronomia, especialmente dentro do momento atual em que vivemos, com suas transformações e adequações necessárias”, afirma Selene Penaforte, superintendente da Escola. Ela destaca ainda que por meio da programação, a Escola estabelece suas atividades on-line para seguir com o propósito de oferecer formação de qualidade e gratuita para jovens e adultos na área gastronômica.
Serviço

Cursos On-Line da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco:

Inscrições nos dias 15 e 16 de setembro 2020 – gratuitas, on-line e por ordem de inscrição pelos sites www.secult.ce.gov.br ou www.gastronomiasocial.org.br (servicosweb.solucaosistemas.net:3050).

Mais informações: (85) 3248-8091 ou @escolagastronomiasocial.
Programação de cursos, dias e horários:

1 – Gestão de Pequenos Negócios em Gastronomia (20h)

Desenvolve conhecimentos básicos para gestão e administração de pequenos negócios, compreendendo o conceito de negócio, os resultados positivos da formalização, fluxo de caixa, formação de preço, como acessar o mercado e estabelecer uma comunicação assertiva para realização de vendas.

Período: 21 a 30.09.2020 – Horário: Manhã – 9h às 11h15 | Modalidade: Formato on-line e Ensino Remoto | 60 vagas.

Pré-requisito: A partir de 18 anos, ensino fundamental concluído e possuir celular, tablet ou computador com acesso à internet.

2 – Boas Práticas na Manipulação de Alimentos pós-pandemia (12h)

Possibilita ao participante conhecimentos sobre Programa de Boas Práticas na Manipulação de Alimentos e os Procedimentos Operacionais Padronizados (POPs) de acordo com as orientações sanitárias vigentes pós pandemia.

Período: 22 a 25.09.2020 – Horário: Noite – 19h às 21h30 | Modalidade: Formato on-line e ensino remoto | 60 vagas.

Pré-requisito: A partir de 17 anos, ensino fundamental concluído e possuir celular, tablet ou computador com acesso à internet.

3 – Fichas Técnicas: Precificação e Custos (20h)

Aprenda neste curso como elaborar e preencher corretamente os modelos de ficha técnica de preparação e precificação. A padronização das receitas, a organização das preparações, o controle de custos e a definição do preço de venda são essenciais para o sucesso do seu empreendimento.

Período: 21 a 29.09.2020 – Horário: Noite – 19h às 21h30 | Modalidade: Formato on-line e ensino remoto | 60 vagas.

Pré-requisito: A partir de 17 anos, ensino fundamental concluído e possuir celular, tablet ou computador com acesso à internet.

4 – Postura Pessoal e Orientação Profissional (15h)

Contribuir no desenvolvimento do potencial do aluno para a percepção e discussão de valores éticos objetivando sensibilizar na formação da cidadania além de desenvolver o senso de responsabilidade com relação à vida, à saúde, as relações sociais e profissionais para o ingresso e permanência no mercado de trabalho.

Período: 23. a 30.09.2020 – Horário: Noite – 19h às 21h30 | Modalidade: Formato on-line e ensino remoto | 60 vagas.

Pré-requisito: A partir de 17 anos, ensino fundamental concluído e possuir celular, tablet ou computador com acesso à internet.

Governo do Ceará assina memorando para instalação de refinaria de petróleo na ZPE



O governador do Ceará, Camilo Santana, assinou um memorando de entendimento para a instalação de uma refinaria de petróleo na área da ZPE, a cargo da companhia brasileira Noxis Energy. O valor total do investimento para a implantação do projeto é de R$ 4,240 bilhões, gerando 150 empregos diretos e cerca de 3.000 indiretos. Na ocasião estavam presentes o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior, o secretário do Meio Ambiente (Sema), Arthur Bruno, além de Gabriel Debellian, Diretor-Presidente da Noix, e Márcio Dutra, principal investidor.

“Sempre tivemos um objetivo de implantar no Ceará uma refinaria e uma siderúrgica. Em 2017 conseguimos abrir a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), formada pela brasileira Vale e as coreanas Dongkuk e Posco, um grande investimento de todas as partes. Agora, para a instalação da refinaria da Noxis Energy, nós também nos colocamos a disposição para viabilizar a sua instalação, é um grande investimento para o nosso Estado e para os cearenses”, apontou o governador.



Após o licenciamento ambiental, a implantação está prevista para ocorrer no máximo em 30 meses, em consonância com os objetivos econômicos e sociais do Estado do Ceará, de incremento do nível dos empregos e das receitas, bem como redução das desigualdades regionais e sociais. Sediada no Rio de Janeiro, a Noxis Energy atua na área de refino de petróleo com plantas em processo de instalação em locais estratégicos ao longo da costa brasileira. No Ceará, a refinaria de petróleo terá como principal produto o óleo combustível marítimo (bunker), com a capacidade de refino de 50.000 BBL/dia, e quando totalmente implantada a produção prevista é de 1.500.000 (hum milhão quinhentos mil) toneladas/ano de combustível, até 2025.

“Estar no Ceará é muito estratégico para a nossa empresa, pois o Estado apresenta condições favoráveis em posicionamento geográfico em um mercado com demanda significativa de derivados num raio de 200 km, instalações necessárias como o moderno Porto do Pecém, e pode atender também o Porto de Itaqui no Maranhão. Por falta de oferta, os navios vêm para o Brasil supridos de combustível para a viagem de retorno, e assim nos colocamos como principal fonte de reabastecimento de um bunker limpo, que terá uso compulsório nas embarcações já em 2020, reduzindo o teor de enxofre de 3,5% para 0,5%”, explicou Gabriel Debellian. O presidente da Noxis garantiu também que a prioridade para a mão de obra essencial da refinaria será de cearenses.



Para Maia Júnior, essa é uma oportunidade única e prova que o Ceará é um Estado maduro e preparado para receber grandes investimentos. “O projeto originalmente seria no Maranhão. Contudo, a localização e as vantagens estratégicas de se instalar no Ceará falaram mais alto, o que trouxa o projeto para solo cearense, que sem dúvida é uma vitória para o Governo do Ceará e aos cearenses”, finalizou o secretário.

Ministério do Desenvolvimento deve entregar laudo sobre rompimento em tubulação na barragem de Jati, no Ceará, até o fim do mês


O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) espera entregar até o fim do mês de setembro o laudo sobre o acidente em uma tubulação na Barragem de Jati, no Sul do Ceará. A perícia, iniciada no dia 1° de setembro, foi concluída na última segunda-feira (14) por cinco técnicos contratados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), órgão ligado ao MDR.

Segundo o Ministério, a equipe analisou, além da estrutura, a documentação fornecida pelas empresas envolvidas no empreendimento. A Defesa Civil Nacional, da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), e do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Ceará (Crea-CE) também estiveram no reservatório para avaliar o ocorrido.

A barragem, adiciona o MDR, não oferece riscos à população e está estável. Na época do vazamento, 2 mil pessoas foram evacuadas do local.

Agora, técnicos e engenheiros ligados à obra trabalham em alternativas para encaminhar a água represada no reservatório para a Reservatório Atalho, localizada no município de Brejo Santo. Ambos os reservatórios fazem parte do Eixo Norte do Projeto de Transposição do Rio São Francisco.

Reparo

No dia 21 de agosto, a tubulação de um reservatório localizado no município de Jati, no Ceará, rompeu após a abertura de uma comporta da barragem. Segundo o secretário de Recursos Hídricos do Ceará, Francisco Teixeira, o jato d'água causa uma erosão na área que "aparentemente" não está afetando a contenção da água.

"O que ocorreu é que a tomada d'água apresentou um vazamento, houve um rompimento. Esse jato d'água todinho é devido à pressão. A preocupação é que esse jato está sendo jogado na ombreira da barragem e tem o processo erosivo, que aparentemente não afeta a barragem."

A recuperação do talude da barragem de Jati, no Ceará, foi concluída no último dia 31. O incidente causou a remoção de 2 mil pessoas de áreas sob risco o reservatório. A situação causou tumulto e, no dia seguinte ao episódio, uma comitiva com o próprio Rogério Marinho e o governador Camilo Santana (PT) visitou a cidade. As famílias retornaram após 72 horas do rompimento do conduto.

Ao todo, foram aproximadamente 100 máquinas e cerca de 200 trabalhadores envolvidos nas intervenções, que se revezaram em três turnos para cumprir o prazo.

Por: G1-CE.

Três pessoas são assaltadas em Iguatu


Ontem, 15/09/2020, por volta das 18h35min, a Polícia Militar foi informada via telefone, acerca de um roubo ocorrido na rua Nélson de Sousa Alencar, bairro Veneza, Iguatu-CE. De imediato a VTR 10301 foi ao local e constatou a veracidade da informação.

Segundo as 03 (três) vítimas, 02 (dois) indivíduos armados (arma de fogo), numa motocicleta preta, chegaram e anunciaram o assalto, vindo a subtrair das vítimas seus aparelhos celulares, sendo 01 SAMSUNG J5, 01 XIAOMI M8 LAIT e 01 CUBOT XD.

Em seguida os infratores fugiram em direção a rodoviária. Saliento que o policiamento faz diligências pra localizar e prender os infratores.

Por: Quartel do 10º BPM, Iguatu – CE.

Mais cuidado com a saúde: cobertura vacinal na pandemia está abaixo de está abaixo de 60%



Com o isolamento social e o medo de comparecer aos serviços de saúde durante a pandemia de covid-19, a cobertura vacinal no Brasil este ano está muito abaixo da meta. Algumas vacinas do calendário básico do Programa Nacional de Imunização não atingiram sequer metade do público-alvo esperado.

O alerta foi feito pela Sociedade Brasileira de Imunização nessa terça-feira. Para se ter uma ideia, nenhuma cobertura para crianças até 2 anos atingiu 60% do público-alvo no período. No caso da hepatite B, a cobertura estava em 45,35%. Além disso, apenas 10% das gestantes tomaram a dTpa no mês passado. Essa vacina protege contra difteria, tétano e coqueluche.

É importante lembrar que a falta de vacina pode trazer complicações importantes para a saúde, principalmente no momento em que se discute a reabertura das escolas e o retorno às aulas presenciais para crianças e adolescentes. O risco é que todas as doenças que estão eliminadas ou controladas possam retornar devido a falta de prevenção.

Por: Ceará Agora.

Casal é preso suspeito de usar balde para fazer entrega de drogas em imóvel na Capital



Um casal foi preso após ser flagrado usando um balde para transportar drogas da janela do apartamento em um residencial na Capital. O caso foi registrado por policiais civis do 30° Distrito Policial (DP), nessa segunda-feira (14), no Conjunto Palmeiras, na Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3). De acordo com os levantamentos iniciais, o objeto era puxado por uma corda do segundo andar do prédio para efetivar a comercialização de entorpecentes no local. No imóvel foram apreendidas porções de maconha, cocaína e sacos plásticos.

Após uma denúncia anônima, os policiais civis foram ao endereço averiguar a informação. Os agentes permaneceram no local e aguardaram os suspeitos agirem. Não demorou muito para que os policiais flagrassem o transporte do que aparentava serem drogas, descendo em um balde do segundo andar do prédio por meio de uma corda. Os agentes esperaram mais um pouco até Emanuel Lucas dos Santos Ramos (19) sair do imóvel, sem máscara facial, e ir para rua. Neste instante, ele foi abordado e questionado sobre a denúncia. Depois de o suspeito negar de início que morasse ali, a esposa dele, identificada como Sara Beatriz de Sousa Alves (19), apareceu e confirmou que ambos moravam no segundo andar.

Com a permissão do casal, os policiais civis entraram no imóvel e encontraram sete pedras de cocaína, prontas para serem vendidas, uma porção com 24 gramas de cocaína e cinco gramas de uma substância com características semelhantes à maconha, além de dinheiro trocado, do balde que servia para fazer o transporte até o térreo do prédio e 29 sacos plásticos, costumeiramente usados para embalar os narcóticos. Todo o material ilícito foi apreendido e levado junto com o casal para o 30º DP.

Na unidade policial, após os agentes e os suspeitos serem ouvidos pela autoridade policial, o casal foi autuado em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas. Emanuel, que já tinha um registro por tráfico feito no 30º DP, em maio deste ano, também vai responder por infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, já que não usava item obrigatório de proteção facial em via pública. A Polícia Civil segue apurando a conduta do casal e a participação de outros suspeitos no tráfico de drogas da região.
Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ou para (85) 98865-2158, que é o WhatsApp do 30° DP, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

PCCE divulga reprodução simulada de mulher suspeita de raptar bebê na Bolívia


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) foi acionada pela Polícia Federal e via Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) para auxiliar nas buscas por uma bebê de um mês que foi raptada por uma mulher na cidade de La Paz, na Bolívia, no último dia 8 de setembro. A 12ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) colabora nas diligências em território cearense, com apoio de outras unidades policiais no Ceará. Nesta terça-feira (15), a Polícia Civil do Ceará divulga uma reprodução simulada da mulher que teria levado a pequena Samanta Sayda Huanca Ayala. A difusão do caso foi feita para vários estados brasileiros em cooperação internacional entre forças de segurança na busca de pessoas desaparecidas.

Conforme informações compartilhadas pela Interpol, oriundas das autoridades policiais da Bolívia, há uma semana, a mulher e a mãe da bebê estavam juntas quando a suspeita a convidou para comer. Aproveitando-se de um momento de distração da mãe, a suspeita entrou em um veículo preto, na Rua América, bairro Villa Fátima, na capital boliviana, e desde então não foi localizada. Dois dias depois o ministro do Governo da Bolívia, Arturo Murillo, divulgou uma reprodução simulada da procurada com os dados repassados pelos investigadores.

A Polícia Nacional da Bolívia divulgou que a suspeita de ter raptado a criança é uma mulher na faixa de 40 a 45 anos de idade, estatura mediana (entre 1,50 m a 1,55 m), cabelos brancos e marcas de cicatrizes na mão esquerda, conforme dados repassados à 12ª Delegacia do DHPP. As características da pequena Samanta, do momento que ela foi vista pela última vez, também foram amplamente propagadas. A bebê usava um chapéu de lã verde, casaco vermelho, meias de lã azul e verde e um cachecol rosa.



A mobilização do caso da bebê boliviana raptada acontece em países que fazem fronteira ao país sul-americano, como o Brasil, Argentina, Chile e Peru. Os trabalhos para localização da criança e da suspeita são conduzidos pela Força Especial de Luta Contra o Crime (Fuerza Especial de Lucha Contra el Crimen – FELCC) e pela Força Especial de Luta Contra a Violência (Fuerza Especial de Lucha Contra la Violencia – FELCV) da Polícia Boliviana. As forças de segurança seguem com as buscas para localizar o paradeiro da criança e da suspeita.
Canais de comunicação

A 12ª Delegacia do DHPP registra os casos de pessoas desaparecidas em Fortaleza e atualiza dois perfis oficiais mantidos nas redes sociais Facebook e Instagram. Por lá, os policiais civis da delegacia atualizam periodicamente os casos investigados pela unidade, com foto e informações sobre a última vez em que a vítima foi vista por parentes e amigos. Diariamente, os perfis recebem mensagens com informações sobre o paradeiro dessas pessoas. As imagens com as fotos também costumam circular em diversas outras plataformas on-line, contribuindo para disseminar a informação e a imagem do desaparecido.
Delegacia de pessoas desaparecidas

A Polícia Civil orienta a população que formalize os casos de pessoas desaparecidas de imediato, sem a necessidade de aguardar um prazo mínimo para a comunicação. Para isso, o denunciante pode registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia Eletrônica, no campo Desaparecimento de Pessoa, fornecer o máximo de informações possíveis sobre a pessoa desaparecida e enviar uma fotografia recente.

A população também pode colaborar com o trabalho policial ligando para o número (85) 3257-4807 ou para o (85) 99111-7498, o WhatsApp do DHPP, por onde podem ser enviadas fotos, áudios e vídeos. O contato também pode ser realizado pelas redes sociais, por meio do perfil @desaparecidosdhppce no Facebook e Instagram. Não é necessário se identificar. O sigilo da fonte é garantido.

Por: SSPDS.