TribunaIguatu.com
Para Ver Mais Vídeos No Nosso Site CLIK AQUI E VEJA MAIS

segunda-feira, 1 de junho de 2020

SABOEIRO DE LUTO! Morreu nesta Madrugada a Primeira Dama do Município, Tânia Martins.



Na madrugada desta segunda-feira, 1º, morreu a primeira-dama do município de Saboeiro, na Região dos Inhamuns, Tânia Martins.
Esposa do atual prefeito do município, Gotardo Martins, Tânia tinha 50 anos, era professora e ex-secretária da Ação Social. Ela havia sido diagnosticada com câncer na cabeça e faleceu em sua residência.
Através de rede social, amigos e familiares lamentam a morte da primeira-dama. O PSD Ceará se manifestou através de nota sobre o acontecimento: “O PSD Ceará lamenta profundamente o falecimento da esposa do prefeito de Saboeiro, Gotardo Martins, professora e ex-secretária de Ação Social, Tânia Martins.”
Com sua partida, Tânia deixa o esposo e seus três filhos, Uriel, Stefany e Gottardo.
Repórter Ceará com informações de Jocélio Leite.

Avanço da Covid-19 pelo interior demanda ações conjuntas no Ceará


Ao mesmo tempo em que preparam o retorno gradual das atividades econômicas em Fortaleza, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), e o secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, enfrentaram nesta semana uma maratona de reuniões com prefeitos e prefeitas dos municípios cearenses, divididos a partir das Macrorregiões de Saúde, para alinhar ações de enfrentamento à pandemia de Covid-19 no momento em que a doença avança pelo interior.
Em todos os encontros, apesar das diferenças de números de casos e das particularidades de cada região, as preocupações se repetem: necessidade de reforço no isolamento social em alguns municípios, foco na atenção básica para acompanhamento do grupo de risco e bloqueio de novos casos, abastecimento de medicamentos do novo protocolo da Secretaria da Saúde (Sesa) e acesso a leitos de UTI.
Aos prefeitos, Camilo Santana ressaltou que a incidência da Covid-19 tem apresentado uma tendência à estabilização em Fortaleza, mas mostra crescimento considerável no interior. "Por isso, é fundamental trabalhar fortemente na atenção primária, de modo a diminuir a necessidade de internação e o colapso do sistema de saúde", ressaltou o governador no encontro com os gestores da Macrorregião de Fortaleza.
A divisão por macrorregiões faz parte da estratégia de regionalização do Sistema Único de Saúde, o SUS. São cinco no Ceará: Fortaleza, Sobral, Sertão Central, Litoral Leste/Jaguaribe e Cariri. Os encontros, mobilizados pela Associação dos Municípios do Estado (Aprece), aconteceram de terça-feira (26) até ontem (29), respectivamente, com os gestores municipais das macrorregiões de Fortaleza, Sobral, Cariri e Sertão Central. Ainda está pendente o encontro com os municípios do Litoral Leste/Jaguaribe.
"O momento agora é de tensão porque a gente precisa mostrar para os prefeitos que há uma perspectiva de aumento da incidência nos municípios e a gente precisa fazer com a que a proteção aumente", ressalta o presidente da Aprece e prefeito de Cedro, Nilson Diniz.
UTI
Um dos pontos que têm preocupado gestores é a disponibilidade de leitos de UTI. O secretário Dr. Cabeto, durante reunião com a Macrorregião Cariri, reconheceu que existem alguns municípios no Ceará com população ainda sem leitos de UTI. "Iremos discutir o ajuste emergencial com a implantação de salas de estabilização e treinamento de profissionais através da Escola de Saúde Pública", afirmou.
O prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio (PSDB), ressaltou a preocupação com os leitos durante transmissão nas redes sociais, após a reunião. Em casos graves, o município deve enviar pacientes para o Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte. "O Governo disse que, caso haja alguma preocupação, já se prepara para ajudar nisso e, se for preciso requisitar UTIs de hospitais particulares, isso será feito", pontuou.
O Cariri, no entanto, é a região com menor taxa de contaminação e óbitos por Covid-19, segundo o governador. Para o prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra (PTB), o cenário é resultado de um esforço de isolamento social, suporte de saúde e atendimento à população mais vulnerável desde o início da crise.
"Juazeiro é um entreposto comercial do Cariri, é o município mais importante economicamente. Daqui, existe um intercâmbio com toda a região centro-nordestina, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Piauí; temos ainda um comércio das regiões vizinhas: é um trânsito muito intenso. (...) Esses dias têm mostrado que temos certo controle, mas é a custo de muito comportamento. Estamos seguindo as orientações do Governo estadual", afirmou Bezerra.
Maciço de Baturité
Integrados na Macrorregião de Fortaleza, os municípios do Maciço de Baturité aproveitaram o encontro com o governador para reforçar também a preocupação com a falta de leitos de UTI. "Aqui é a única região do Estado que não tem nenhum leito de UTI. Todos os pacientes, quando têm sintomas graves, de média e alta complexidade, têm que ser encaminhados para Fortaleza", ressaltou o prefeito de Aracoiaba, Thiago Campelo (PDT). Segundo ele, o Governo deve verificar a possibilidade de serem instalados leitos de retaguarda em Baturité.
Campelo informou que foram quatro as preocupações pontuadas pelos gestores: "a primeira que seja disponibilizado leito de UTI para a região; a segunda é a questão do apoio na aquisição dos EPIs por conta do mercado, não é nem por falta de condição do município, é a escassez mesmo; tem também a questão do abastecimento de medicamentos solicitados para o cumprimento do protocolo (para pacientes com suspeita de Covid-19, azitromicina e prednisona). Outro ponto é questão do apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil, porque a gente tem dificuldade, devido ao número pequeno de profissionais na região, de que seja melhor executado o isolamento social", citou.
Região Norte
O receio de não conseguir garantir o atendimento à população em situação grave pela Covid-19 se repete entre os mais de 50 prefeitos da Macrorregião Norte. O prefeito de São Benedito, Gadyel Gonçalves (PCdoB), pediu ao Governo que descentralize os leitos de UTI do município de Sobral e implante equipamentos também em cidades como Tianguá e Ipu, nas pontas da Serra da Ibiapaba.
Na reunião com os prefeitos da região, Camilo pediu que, onde há aumento de casos, haja um maior apelo às medidas de isolamento, inclusive com possibilidade de lockdown.
"Coloquei na reunião um exemplo que dei de que às vezes fui questionado por fechar as entradas, o Centro da cidade, por tomar medidas duras, mas a saída que estamos vendo é o isolamento social. Hoje, de 21h às 6h da manhã, tem toque de recolher", ressalta Gadyel. Há menos de 30 casos em São Benedito.
Atenção primária
Durante o encontro, o governador reforçou a importância do fortalecimento da atenção primária para controlar o avanço e agravamento da doença, com eventual colapso do sistema de saúde. De acordo com ele, isso só será possível por meio da adoção do protocolo de tratamento na fase inicial da doença disponibilizado pela Sesa. Camilo também enfatizou a importância da identificação, monitoramento e bloqueio de novos casos, com busca ativa dos grupos de risco com visita de agentes comunitários.
A presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), Sayonara Cidade, que também participou dos encontros, pontuou que o trabalho com a atenção básica é diferente na Capital e no interior devido a estrutura insuficiente de profissionais, mas salientou que o esforço de monitoramento é fundamental. "A interiorização dos casos preocupa, porque é preciso controlar isso. Temos que trabalhar muito com monitoramento e bloqueio", destacou.
Entre as preocupações dos gestores municipais da Saúde, também está o abastecimento dos medicamentos que fazem parte do protocolo da Sesa para pacientes com suspeita de Covid-19. Na reunião, o secretário estadual da Saúde disse que o Governo prepara uma compra dos medicamentos para abastecer as cidades, mas ainda sem data prevista. "Sei que não é fácil, porque, numa pandemia, não tem leito que chegue, em canto nenhum. Leito para todo mundo não vamos ter nunca. Por isso que existe o isolamento social", pontua Sayonara Cidade.
Por: Diário do Nordeste.

Bolsonaro usa helicóptero e anda a cavalo em protesto em Brasília


O presidente Jair Bolsonaro participou mais uma vez, ontem, de uma manifestação de apoiadores do seu governo no centro de Brasília. Os manifestantes se concentraram na área em frente ao Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo. Também houve uma carreata que percorreu a Esplanada dos Ministérios. 
Antes de caminhar perto da multidão, o presidente sobrevoou, de helicóptero, a região da Esplanada e da Praça dos Três Poderes, de onde acenou para as pessoas. Um trecho desse momento foi transmitido ao vivo pela página de Facebook oficial de Bolsonaro. 
Após o pouso da aeronave, o presidente caminhou pela via em frente ao Palácio do Planalto e cumprimentou os apoiadores. Em um determinado momento, Bolsonaro montou em um cavalo da Polícia Militar do Distrito Federal, acenando para os apoiadores. Em seguida, retornou para o Palácio do Planalto, de onde embarcou novamente no helicóptero para retornar ao Palácio do Alvorada, residência oficial. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, acompanhou o presidente. 
Bolsonaro e boa parte dos manifestantes não usavam máscara, obrigatória em locais públicos do Distrito Federal. A multa pelo descumprimento da norma pode chegar a R$ 2 mil.
Manifestantes
Vestindo roupas verdes e amarelas, parte dos manifestantes protestou contra o Supremo, com faixas e cartazes contendo dizeres como “Abaixo a ditadura do STF” e pedidos de intervenção militar na Corte. 
Manifestantes demonstraram ainda apoio aos ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Abraham Weintraub (Educação). “Fake news não é crime”, dizia uma faixa. O número de manifestantes ontem era um pouco maior do que o da semana passada.
Uma operação autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, cumpriu, na semana passada, mandados de busca e apreensão contra pessoas investigadas por disseminação ilegal de notícias falsas. Em entrevista no dia seguinte ao da operação, o presidente Jair Bolsonaro disse que a ação foi uma forma de censurar as mídias sociais.
Brasília
No início da madrugada de ontem, um grupo de pessoas mascaradas carregando tochas protestou em frente ao STF. Os manifestantes eram liderados por Sara Winter, investigada no inquérito contra fake news que tramita no STF.
Ela é um dos líderes do chamado movimento “Os 300 do Brasil”, grupo armado de extrema direita formado por apoiadores do governo que acampam em Brasília.
Com máscaras, roupas pretas e tochas, o grupo, formado por poucas dezenas de pessoas, desceu a Esplanada e, segundo imagens divulgadas por eles nas redes, se posicionou em frente ao Supremo.
Agenda
No sábado (30), o presidente foi de helicóptero para a cidade de Abadiânia (GO), a cerca de 120 quilômetros de Brasília. Ele estava acompanhado do deputado federal Major Vitor Hugo (PSL-GO), líder do governo na Câmara, do ministro Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e por um dos seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Na cidade goiana, o presidente parou em uma lanchonete e cumprimentou populares.
Por: Diário do Nordeste.

Remédio antirreumático apresenta resultado positivo contra a Covid-19 em estudo francês

O medicamento anakinra, comumente usado para tratar doenças reumáticas, está apresentando resultados "encorajadores" para formas graves da Covid-19, reduzindo o risco de morte e a necessidade de respiração artificial, de acordo com um estudo francês. 
"A redução significativa na mortalidade associada ao uso de anakirna contra a Covid-19 neste estudo é encorajador nestes tempos difíceis", escreve o reumatologista Randy Cron, da Universidade do Alabama (Birmingham, Estados Unidos), na revista especializada The Lancet Rheumatology, onde a pesquisa é publicada e destaca o "perfil de segurança favorável" deste medicamento bem conhecido pelos reumatologistas. 
O objetivo é combater a "tempestade de citocinas", uma reação inflamatória descontrolada que surge nas formas mais graves de pneumonia causadas pela doença, levando à síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) e que ocorre quando os pulmões não fornecem oxigênio suficiente aos órgãos vitais e o paciente precisa de ventilação artificial. 
Especificamente, o anakinra bloqueia uma das citocinas envolvidas nessa "tempestade inflamatória", a interleucina-1 (IL-1). 
De acordo com a equipe médica, Thomas Huet e colegas do Grupo Hospitalar Saint-Joseph de Paris (GHPSJ), a administração por injeção subcutânea durante 10 dias do anakinra a 52 pacientes graves do coronavírus permitiu uma "redução estatisticamente significativa no risco de morte e permanência em reanimação para assistência respiratória por ventilação mecânica". 
Um quarto dos pacientes tratados com anakinra foram transferidos para reanimação ou morreram, em comparação com 73% que não receberam esta bioterapia. O grupo de comparação foi composto por 44 pacientes que estavam na mesma instituição. 
No grupo que recebeu anakinra, houve uma rápida diminuição na necessidade de oxigênio após 7 dias de tratamento.
"Na ausência de testes terapêuticos que incluam medicamentos imunomoduladores para nossos pacientes, a decisão (...) adotada para propor anakinra, de acordo com os critérios de gravidade decididos por consenso, mudou rapidamente o aspecto da doença na enfermaria", explica o professor Jean-Jacques Mourad, co-signatário do estudo. "O benefício era 'palpável' diariamente", acrescentou. 
"Atualmente, há uma dúzia de testes clínicos explorando o bloqueio da citocina IL-1 associada à síndrome da tempestade inflamatória da Covid-19", escreve o Dr. Randy Cron. 
Três pequenas séries de casos (incluindo um italiano) relataram que o anakinra beneficia pacientes que contraíram a doença causada pelo novo coronavírus. 
"Mas este estudo fornece as evidências mais conclusivas até o momento de que o anakinra pode beneficiar pacientes que sofrem da síndrome da tempestade de citocinas associada à Covid-19", afirmou.
Por: Diário do Nordeste.

Quadra chuvosa no CE fica acima da média pela 1ª vez nesta década


Os bons volumes desta quadra chuvosa (fevereiro a maio) foram suficientes para alterar o cenário de dois importantes eixos do Estado: o abastecimento hídrico e a produção agrícola. Com mais de 730 mm precipitados, segundo balanço parcial da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), este foi o primeiro quadrimestre desde 2009 a ficar acima da média histórica - de 695.8 mm. Desde 1973, quando a Funceme passou a disponibilizar os dados pluviométricos, isto só aconteceu em 12 ocasiões.
Consequência das boas chuvas, o Ceará deve alcançar uma safra de 637.787 toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2020, crescimento de 12,96% em relação a 2019 (564.615t) e de 34,7% em relação à expectativa de safra de janeiro deste ano (467.673t), segundo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, do IBGE.
O resultado da quadra acima da média traz alento para o agricultor familiar cearense, que depende das chuvas para o cultivo nas áreas de sequeiro. A Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) acrescenta ainda que a expectativa de safra também tem correlação com a distribuição de duas mil toneladas de sementes pelo Programa Hora de Plantar, adaptadas ao clima e solo do semiárido cearense e com alto potencial germinativo.
Já em relação ao abastecimento humano, as chuvas garantiram recarga à maioria dos reservatórios cearenses. Os três maiores açudes do Ceará, Castanhão, Banabuiú e Orós, ganharam 13,14%, 7,19% e 22,71% de volume, respectivamente, de janeiro até o último sábado (30). O Castanhão acumula agora 15,97% de seu volume de água, Banabuiú 13,58% e Orós 27,96%.

Distribuição

Além dos bons volumes pluviométricos, o ponto alto desta quadra foi a distribuição espacial das chuvas. "Embora algumas áreas isoladas possam não ter sido tão beneficiadas pelas chuvas, de um modo geral, diferentemente do observado nos últimos anos, as precipitações foram melhor distribuídas no Estado", avalia Meiry Sakamoto, gerente de Meteorologia da Funceme. "Em fevereiro, março e parte de abril, as condições do oceano Atlântico favoreceram o posicionamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) sobre o Nordeste do Brasil, levando chuvas, inclusive, para o interior do Ceará".
As condições fizeram com que esta quadra chuvosa atingisse alguns parâmetros que não se repetia há anos. Ontem (31), o volume acumulado no Ceará, de fevereiro a maio, alcançou 732,8 mm, ficando 22% acima da normal climatológica. Segundo a Funceme, quando o acumulado nos quatro meses fica entre 505.6 mm e 695.8 mm, o período é considerado "em torno da média"; e abaixo de 505.6 mm, o órgão considera "abaixo da média". Neste século, somente as quadras chuvosas de 2009 (965.7 mm), 2008 (768.2 mm) e 2020 ficaram acima da média.
"Estes números, apesar de preliminares, confirmam os prognósticos climáticos divulgados em janeiro e fevereiro. É o melhor resultado desde 2009, quando as precipitações ficaram 60,8% acima da média do quadrimestre", ressalta Sakamoto. "A partir de maio, observou-se o afastamento da ZCIT, e as precipitações foram menos abundantes e ocorreram associadas a áreas de instabilidade formadas no oceano próximo à faixa litorânea, ou se deslocando em direção ao Estado, a partir do setor leste da região Nordeste. Essa tendência de redução ao longo da estação chuvosa havia sido indicada nos prognósticos da Funceme".
No quadrimestre (fevereiro-maio), a macrorregião do Cariri foi a que apresentou maior variação positiva. Com 864 mm, o índice ficou 40,1% acima do normal para a região. Na sequência está o Litoral de Fortaleza, com chuvas 27,6% acima da média, região que em termos absolutos acumulou a maior média (1.016 mm).
Nesta quadra, março foi o mês mais chuvoso, com 275.7 mm (35.5% acima do normal), seguido de fevereiro (192.2 mm) e abril (181.5 mm). Maio apresentou o menor índice, como 86.6 mm (-4,4%). Ainda assim, foi o maio mais chuvoso desde 2014, quando o Ceará registrou 85.1 mm (-6.1%).

Reservatórios

As boas chuvas tiveram impacto positivo no cenário hídrico geral do Ceará. Dos 155 reservatórios monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), 36 excederam a capacidade máxima e permanecem sangrando, conforme o Portal Hidrológico do órgão. Além disso, o Estado atingiu a marca de um terço da capacidade, situação que não ocorria desde outubro de 2013.
Região que concentrou os maiores volumes de chuva no Ceará, os reservatórios da bacia do Litoral estão em situação mais confortável, concentrando 99,86% do suporte total. Dos 10 açudes, sete estão sangrando. Situação semelhante ocorre na bacia do Coreaú, que acumula 98,81% da capacidade e possui sete dos 10 reservatórios sangrando atualmente.
Na bacia do Médio Jaguaribe, onde fica o Castanhão, o acúmulo é de 15,49%. Em 1º de janeiro, esta taxa era de apenas 2,85%. Já nas bacias do Alto Jaguaribe e do Banabuiú, onde ficam Orós e Banabuiú, a recuperação foi ainda maior. Na primeira, que iniciou o ano com 5,74% da capacidade, este índice chegou a 35,12%. Já na do Banabuiú, onde fica o reservatório homônimo, a capacidade saiu de 6,36%, em 1º de janeiro, para 14,6%, até este domingo.

Pandemia

O abastecimento chega em um momento de aumento da demanda com o isolamento social, consequência da pandemia de Covid-19. A Cagece, responsável pela distribuição no Ceará, chegou a ampliar o sistema integrado de Fortaleza. As estações de tratamento do Gavião e Oeste tiveram aumento de 3,6% na vazão de água produzida. O objetivo é aumentar a oferta de água que normalmente é distribuída para Fortaleza e outros Municípios da região.
Até 10 de junho, Quixeramobim e o Hospital Regional do Sertão Central devem seguir recebendo reforço hídrico durante o isolamento. O aumento acontece a partir da operação controlada de transferência de água do açude Fogareiro, do sistema Banabuiú, para o Açude Quixeramobim, iniciada no início de maio. "Com a crise provocada pela pandemia, a demanda por água se tornou mais urgente ainda", explicou o gerente regional em Quixeramobim, Paulo Ferreira. "A transferência não tem causado impacto no abastecimento das comunidades rurais situadas no entorno do Fogareiro", avaliou.
Por: Diário do Nordeste.

Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial a fim de diminuir tempo de espera



Os cearenses que ainda estão com seus pedidos de auxílio emergencial em análise têm agora um alento de que a espera não será tão longa. Um acordo judicial assinado na última quinta-feira estabeleceu o prazo máximo de 20 dias corridos para análise de pedido de auxílio emergencial, em decorrência da pandemia do novo coronavirus

O acordo tem validade para todo o país e foi assinado em uma ação civil pública aberta na Justiça Federal de Minas Gerais, pela Defensoria Pública da União DPU, ante diversos relatos de demora na avaliação dos requerimentos.

Além da DPU, assinaram um acordo Advocacia Geral da União, AGU, o Ministério da Cidadania, a Caixa Econômica Federal, e a Impresa de Tecnologia e Informações da Previdência, Dataprev, empresa pública que é a responsável por fazer o cruzamento de dados e prevenir fraudes nos cadastros

No caso de aprovação do pedido feito pelo cidadão, a caixa deve fazer o pagamento em até até 3 dias úteis contados a partir do recebimento dos recursos transferidos pela união, prevê também o acordo. A DPU orienta que quem se enquadrar nas condições do auxílio e tiver dificuldades para recebê-lo pode buscar assistência jurídica gratuita nas unidades estaduais do órgão

Em nota a AGU disse esperar que o acordo reduza o número de ações judiciais, abertas em todo o país, relacionadas a demora na análise dos períodos do auxílio emergencial.

Por: Carlos Alberto - Ceará agora.

Camilo decreta lockdown em Sobral e mais três municípios da Região Norte; Medidas vão até 7 de junho

O governador Camilo Santana decretou sábado, 30, em live, “lockdown” em Sobral, por meio de decreto estadual. Outros três municípios da Região Norte também estão dentro das medidas mais rígidas de isolamento social: Itapipoca, Acaraú e Itarema. As novas regras valem de 1º a 7 de junho. A decisão deve-se ao aumento significativo no número de casos confirmados de Covid-19 na região.
O município de Sobral já havia adotado medidas mais rígidas de controle desde o dia 8 de maio. Neste domingo, o prefeito Ivo Gomes expede decreto municipal ratificando o decreto do governador.
A circulação de pessoas em espaços públicos, segundo Camilo Santana, continua restrita a apenas casos de necessidade, e com o uso obrigatório de máscara. O governador assegurou reforços para a fiscalização nos municípios.
Por: Repórter Ceará.

Governo do Ceará recomenda isolamento social rígido em 55 municípios; Confira a lista


Em decreto divulgado nesse sábado, 30, o Governo do Ceará prorrogou o isolamento social em todo o Estado, autorizou a retomada de alguns setores produtivos e determinou medidas mais rígidas de isolamento em Caucaia, Maracanaú, Itapipoca, Itarema, Acaraú, Sobral e Camocim, a fim de evitar a propagação do novo coronavírus.
O decreto nº 33.608/2020, publicado ontem, recomenda que 55 municípios cearenses adotem medidas mais restritivas em relação ao isolamento social. Diferente das anteriores, tais cidades foram somente orientadas a seguirem a recomendação estadual.
Confira a lista com os 55 municípios e os casos de Covid-19 de cada um, conforme a plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa):
Apuiarés (55), General Sampaio (12), Itapajé (270), Paracuru (158), Paraipaba (141), Pentecoste (96), São Gonçalo do Amarante (759), São Luís do Curu (35), Tejuçuoca (95), Acarape (74), Barreira (73), Guaiúba (73), Maranguape (591), Pacatuba (478), Palmácia (63), Redenção (245), Amontada (212), Miraíma (18), Tururu (52), Trairi (164), Uruburetama (212), Umirim, Alcântaras (95), Cariré (94), Catunda (10), Coreaú (156), Forquilha (49), Frecheirinha (38), Graça (55), Groaíras (72), Hidrolândia (15), Irauçuba (65), Ipu (26), Massapê (372), Meruoca (41), Moraújo (57), Mucambo (104), Pacujá (14), Pires Ferreira (05), Reriutaba (25), Santana do Acaraú (29), Santa Quitéria (176), Senador Sá (84), Uruoca (23), Varjota (32), Jijoca de Jericoacoara (88), Bela Cruz (298), Itarema (555), Cruz (167), Marco (60), Morrinhos (115), Barroquinha (147), Chaval (64), Granja (110) e Martinópole (05).
Todos municípios selecionados pela Sesa pertencem às macrorregiões de Fortaleza e Sobral.
Atualmente, conforme atualização da Secretaria da Saúde, o Ceará possui 48.311 casos confirmados de Covid-19, em 182 municípios, com 2.997 óbitos, 31.685 recuperados e 53.344 suspeitos.
Por: Repórter Ceará.

Auxílio emergencial começa a ser creditado na conta de beneficiários


A Caixa Econômica Federal informou nesse domingo, 31, que vai começar a creditar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 diretamente nas contas bancárias indicadas pelos beneficiários. Os recursos, que haviam sido antecipados para uso digital pelo aplicativo Caixa Tem, agora serão transferidos automaticamente para as contas informadas pelos beneficiários, de acordo com o calendário de saque em espécie.
A transferência dos valores não movimentados pelo Caixa Tem será realizada para quem indicou contas para recebimento de outros bancos ou poupança existente na Caixa. Com isso, esses beneficiários poderão procurar as instituições financeiras com quem tem relacionamento, caso queiram sacar, segundo orientou o banco estatal.
Confira calendário:

Mais de 50 bancos participam da operação de pagamento do auxílio emergencial. Segundo o governo, todos os beneficiários do Bolsa Família elegíveis para o auxílio emergencial já receberam o crédito da segunda parcela.
“A Caixa reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem nas agências durante o horário de funcionamento, das 8h às 14h, serão atendidas. Elas vão receber senhas e, mesmo com as unidades fechando às 14h, o atendimento continua até o último cliente. O banco fechou parceria com cerca de 1.200 prefeituras em todo o país para reforçar a organização das filas e manter o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas”, informou a Caixa, em nota.
Por: Repórter Ceará – Agência Brasil

Acidente de trânsito com vítima fatal em Várzea Alegre


Por volta das 19h50min de ontem, 31/05/2020, a Polícia Militar foi informada via telefone de emergência 190, que na BR230 no Sítio Varzinha, distrito de Riacho Verde, distante 05 km da sede do Município, tinha acontecido um acidente em que um motoqueiro bateu em um carro de uma funerária e que estava gravemente ferido.

De pronto a composição da RP 10093 se deslocou ao local e constatou a veracidade da informação, o SR que viaja em sua motocicleta de placa ORZ3927, sentido Várzea Alegre/CE, perdeu o controle do veículo e colidiu na lateral de um Gol de placa OIQ7306, que seguia sentido Farias Brito/CE, e após colidiu de frente com o carro da funerária de placa PNJ2243.

O SAMU compareceu ao local, mas apenas constatou o óbito, sendo acionado a PEFOCE de Iguatu/CE, para recolher o corpo, também foi informado a PRF de Icó/CE, já que o sinistro se deu em uma via Federal, estes apreenderam os veículos e conduziram os outros condutores para Delegacia Regional de Iguatu/CE.

Por: Quartel do 10º BPM, Iguatu – CE

Homem efetua disparos contra ex-companheira após bebedeira, em Várzea Alegre


Ontem, 31/05/2020, a Polícia Militar foi informada via telefone (190), que na rua José Augusto Leite 292, bairro Varjota, nesta cidade; um indivíduo acabara de efetuar um disparo de arma de fogo, contra sua ex-companheira.

De imediato, a composição da RP10093 foi ao local e identificou a vítima, que segundo ela estavam todos bebendo na casa da irmã do acusado. Que após um desentendimento entre eles o mesmo sacou um revólver da cintura e atirou em sua direção, fugindo posteriormente.

Diante dos fatos a composição foi até o endereço do mesmo e com autorização da genitora foi dado uma busca no interior da residência mas este não estava. No entanto, foi orientado a vítima a procurar a Delegacia para registrar o ocorrido, vale salientar que a polícia ainda está em diligência para localizar o acusado.

Por: Quartel do 10º BPM, Iguatu – CE.

Iguatu: Homem embriagado em carro causa acidente e tenta fugir do ocorrido


Ontem, 31/05/2020, por volta das 10h00min, a Polícia Militar foi informada via 190 acerca de um acidente de trânsito na Rua Francisco Adolfo (Bugi) envolvendo um carro e uma moto, e que o motorista do carro estaria tentando evadir-se sem prestar socorro ao motociclista.

A VTR 10291 deslocou-se ao local e deparou-se com um senhor que conduzia uma Fiat Strada de cor branca visivelmente embriagado e havia colidido em uma HONDA/ CG 125 FAN KS de cor preta, que já não estava mais no local no momento da chegada da VTR conduzida por outro homem senhor.

O condutor da moto sofreu escoriações pelo corpo e fraturou dois dedos da mão direita, foi conduzido até a UPA e encontra-se no Hospital Regional de Iguatu, aguardando para passar por cirurgia.

Diante dos fatos, o condutor do veículo foi conduzido à Delegacia Regional de Iguatu, onde foi autuado pelo Delegado Plantonista, no Art. 303 do CTB (Praticar lesão corporal culposa na direção de veículo automotor). Ressalto ainda que foi feito teste de bafômetro pela equipe do Posto da PRE de Iguatu tendo como resultado uma taxa de 0,96mg/l.

Por: Quartel do 10º BPM, Iguatu – CE.

domingo, 31 de maio de 2020

Covid-19: Várzea Alegre terá bloqueios nas entradas da cidade a partir de segunda

Com aumento da testagem e comprovação de 97 casos de covid-19, o Governo de Várzea Alegre tomou a decisão de implementar novas medidas para frear o avanço da doença provocada pelo novo coronavírus, que já tem transmissão comunitária no município.

Após reunião com o gabinete de crise na noite de sexta-feira, 29, o prefeito Zé Helder anunciou neste sábado, 30, que a partir de segunda-feira, 1º de junho, haverá bloqueio nas entradas da cidade.

Nesses bloqueios as pessoas, de carro ou de moto, serão abordadas por equipes de trabalho com apoio da Polícia Militar. Para transitar, a pessoa terá de apresentar documentos e comprovante de que é morador da cidade.  “Qualquer pessoa seja da cidade ou zona rural, para passar nessas barreiras terão que apresentar documentos que comprovem que moram na cidade. Caso contrário, não terão acesso”, disse.

Veículos em trânsito para cidades da região, serão escoltados das entradas às saídas da cidade para seguirem a viagem.

A medida mais dura tomada até agora pelo governo local em relação a frear o avanço do novo coronavírus deve durar 10 dias.

Zé Helder voltou a cobrar dos cidadãos varzealegrenses que só saiam da casa em situação de muita necessidade.


O prefeito apontou que a melhor medida para frear o avanço do covid-19 é aumentar a testagem, identificando os infectados e encaminhando para isolamento e tratamento, evitando que essa pessoa passe a doença para frente. “Isso dá mais condição de controle da situação”. Ele defendeu aumentar as testagens em reunião com o governador Camilo Santana.

Ainda falando sobre o bloqueio, o prefeito explicou que valerá para o trânsito no centro da cidade, que terá áreas interditadas. O acesso a esses locais será permitido para motoboys e pessoas que estão atuando no delivery.

Zé Helder disse que além dessas movas iniciativas, o governo continua com as ações das barreiras sanitárias, do Centro de Comando, da equipe volante e de desinfecção das ruas.

O prefeito destacou que esse bloqueio não é um lockdown, mas, caso seja necessário, tomará as medidas que a situação exigir.


Como boas notícias, Zé Helder destacou que a testagem e identificação aumenta o controle e contribui para a diminuição de casos, e que os colaboradores da saúde que testaram positivo para a doença, todos estão bem.

Assessoria de Comunicação
Reportagem: Marco Filho
Fotos: Leandro Correia






sexta-feira, 29 de maio de 2020

Moradores são beneficiadas com kits emergenciais em Várzea Alegre


Os kits apresentam produtos de alimentação e de limpeza.  Serão mais de 600 famílias beneficiadas.

Começou nesta terça-feira (26), a entrega dos kits emergenciais pela Secretaria de Assistência Social de Várzea Alegre à moradores em situação de vulnerabilidade social. Os primeiros bairros contemplados foram Varjota, Alto do Tenente, Juremal, Dona Rosinha e Patos. Nesses locais, de 148 beneficiários inscritos para receberem os kits, 30 não compareceram aos pontos de entrega, mas podem requisitar a cesta básica na secretaria de Assistência Social.

A secretária de Assistência Social, Laura Maria Alves, destacou que a entrega dos kits atenderá a mais de 600 famílias em condição de vulnerabilidade social nesse período de enfrentamento aos efeitos provocados pela pandemia do novo coronavírus. “O benefício é para a pessoa que se enquadra no perfil do programa, com renda familiar per capita de até R$ 190”.

A entrega dos kits acontecerá até o próximo mês de julho. “Essa assistência da Prefeitura à população mais carente é fundamental para que passemos por esse momento de pandemia do coronavírus com melhores condições de saúde, alimentar e de higiene”, disse.


Por: Diário do Nordeste.

Ceará tem quase 38 mil casos de Covid-19, com 2.743 mortes registradas


O número de pacientes recuperados é de 25.766, de acordo com a plataforma IntegraSUS, atualizada às 9h36 desta sexta-feira (29).


O Ceará contabiliza 2.743 mortes provocadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) nesta sexta-feira (29). Os infectados pela Covid-19 são 37.954, conforme a atualização das 9h36 da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do estado (Sesa).


A capital, Fortaleza, é a cidade que concentra o maior número de ocorrências do estado, com 21.390 pessoas acometidas pela enfermidade e 1.809 pessoas que perderam a vida em razão da doença.


Caucaia, Sobral e Maracanaú são municípios que também registraram mais de mil casos, como , 1.283, 1.191 e 1.070 registros, respectivamente. O números óbitos nestes locais são, na mesma ordem, 78, 57 e 95.


A quantidade de casos investigados do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é de 46.707 e em todo o estado houve a recuperação de 25.766 pessoas.


Os números apresentados pela Secretaria da Saúde são atualizados permanentemente e fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, ou seja, não necessariamente correspondem à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.


Plano de retomada prevê liberação de setores do comércio já na 1ª fase


Centro de Fortaleza permaneceu com as portas de lojas fechadas durante o período de isolamento social. — Foto: José Leomar/Sistema Verdes Mares


Centro de Fortaleza permaneceu com as portas de lojas fechadas durante o período de isolamento social. — Foto: José Leomar/Sistema Verdes Mares


O governador do Ceará, Camilo Santana, divulgou nesta quinta-feira (28) os detalhes do plano de retomada das atividades econômicas do estado em recuperação aos efeitos da epidemia do novo conoravírus (SARS-CoV-2). A partir do dia 1º de junho até o dia 7, haverá uma fase de transição, seguida por outras quatro, cada uma com 14 dias, com a divisão das atividades liberadas para retomarem por grupos. Já na primeira fase, setores do comércio já poderão funcionar.


Também na primeira fase serão permitidas a atuação da indústria química, 30% da cadeia da construção civil em obras com até 100 operários; lojas de construção civil; cadeia da saúde (óticas, escritórios, clínicas de dentistas); e cuidados pessoais, como cabeleireiros e barbeiros.


Todo o processo será avaliado e poderá sofrer mudanças, contudo. Segundo Camilo, o plano de retomada é comportamental, baseada em critério de risco sanitário e outro econômico e social. As fases serão especificadas por decretos.


Por: G1-CE.