Mais de 2,3 milhões de cães e gatos devem ser vacinados contra raiva no Ceará ~ TribunaIguatu.com

quinta-feira, 4 de novembro de 2021

Mais de 2,3 milhões de cães e gatos devem ser vacinados contra raiva no Ceará

 


A Campanha de Vacinação Antirrábica tem seu dia D marcado para sábado (6). Cães e gatos a partir de três meses de vida devem ser vacinados. A imunização, que ocorre anualmente, é a única forma de proteger os animais e, consequentemente, os humanos. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) incentiva que os tutores dos bichos busquem as salas de vacinação disponíveis nos 184 municípios cearenses.

No Estado, neste ano, a meta é vacinar mais de 2,3 milhões de animais, sendo 1,4 milhão de cachorros e quase 900 mil gatos. Neste ano, até setembro, 56 casos de raiva animal foram confirmados no Ceará. Em 2020, foram registrados 76.

Raiva

A raiva é uma doença infecciosa viral. Sua transmissão nos humanos ocorre mediante mordida, lambida ou arranhão de um animal contaminado. “O período de incubação do vírus em cães e gatos é de 15 dias a dois meses”, comenta o profissional do grupo de trabalho da raiva, Antônio Robério Soares Vieira.

A Sesa reforça a importância de conhecer e estar atento aos sintomas. Cachorros contaminados podem apresentar: agressividade, salivação excessiva, latido rouco, tremores musculares, falta de coordenação motora, contrações, além de ranger de dentes e andar cambaleante.

Nos felinos, a mudança de comportamento é discreta, com hiperatividade e possíveis casos de convulsões. Em média, a morte do cão e do gato infectado ocorre de cinco a sete dias após o início dos sintomas.

O responsável pelo Programa da Raiva no Estado, Francisco Bergson Pinheiro Mourão, indica as providências que devem ser tomadas caso a pessoa tenha contato com o animal infectado. “Ao perceber o primeiro sintoma no cachorro ou gato, a pessoa que teve contato ou foi mordida pelo animal deve lavar o ferimento com água e sabão em grande quantidade. A aplicação de um antisséptico no ferimento também deve ser feita e a busca por assistência médica deve acontecer o mais rápido possível”, orienta.


Suzana Mont'Alverne - Ascom Sesa - Texto
Fabio dos Santos - Arte gráfica

#AcessoÀSaúde #Cães #Campanha #Gatos #Raiva #Sesa

0 comentários:

Postar um comentário