Após fala de Bolsonaro, ministro da Educação nega interferência na elaboração do Enem ~ TribunaIguatu.com

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Após fala de Bolsonaro, ministro da Educação nega interferência na elaboração do Enem



Um dia após o presidente Jair Bolsonaro declarar que as questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) "começam a ter a cara do governo", o ministro da Educação, Milton Ribeiro, negou nessa terça-feira (16) qualquer interferência política na elaboração da prova, que será aplicada nos próximos dias 21 e 28 de novembro deste em todo o país.

Ribeiro esteve em reunião com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, para tratar da segurança da aplicação das provas. Em seguida, o titular da Pasta alegou que ele, Bolsonaro e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas, não tiveram acesso e nem alteraram o conteúdo do exame.

“Zero de interferência. Essas provas já estão impressas há meses. Existe um banco de questões elaboradas pela equipe de técnicos. Nem eu, nem o presidente do Inep, muito menos o presidente da República, que, a rigor, nós três somos autoridades, poderíamos até ter acesso às provas, nenhum de nós teve acesso, nenhum de nós escolheu pergunta alguma ou determinou. Se vocês perguntarem hoje qual é o tema da redação, eu vou ficar devendo para vocês”, afirmou.

Via: Lindomar Rodrigues
Foto: Divulgação

#faladeBolsonaro #ministrodaEducação #negainterferência #elaboraçãodoEnem

0 comentários:

Postar um comentário